ENCICLOPÉDIA DO FORTE APACHE – VOLUME II - ADENDO



A repercussão do volume II da Enciclopédia do Forte Apache tem sido muito boa, o que é bem recebido pelos autores.

Recebemos diversos e mails com elogios, críticas, comentários e sugestões. Todos os comentários recebidos são guardados para serem eventualmente aproveitados em um texto futuro.

Recebemos uma mensagem em especial do colecionador Miguel Cerrato que, pela riqueza de detalhes, julgamos que merecia ser transformada em um adendo ao volume II da Enciclopédia. Aí está:

“Olá Marcos, tudo bem com você?

Antes de mais nada gostaria de parabenizá-los pela enciclopédia (parte 2 publicada em seu site, está muito boa e rica em detalhes.

Se você me permite, voltando ao assunto da sua matéria sobre Forte Apache,gostaria de te expor algumas coisas que sei, pois vivenciei bem a época da Casablanca.


Até onde eu sei, todos os conjuntos da Casablanca foram inspirados em seriados de TV, inclusive a Caravana.
Na década de 40, então estrelado pelo James Stewart, foi lançado o filme Wagon Train, aqui no Brasil não sei te dizer como foi chamado este filme.


Já na década de 50, foi produzido uma série de faroeste também com o mesmo nome Wagon Train, estrelada por Ward Bond e Robert Horton, e que só veio passar aqui no Brasil em meados da década de 60 com o nome de Caravana.
Passava em horário nobre e disputava audiência com Bonanza, Big Valley e outros. Depois na década de 70, com menos expressão, passava em horário vespertino em canais com menor audiência.

 

Uma outra particularidade que gostaria de especificar, é a respeito do moinho do conjunto Fazenda Ponderosa.

Aquele moinho que aparece na foto é o da última fase do conjunto Chaparral, pois tanto o da Fazenda Ponderosa como o do primeiro Chaparrral eram de madeira, a diferença dentre eles era que os pilaretes do moinho do Chaparral eram quadrados e um pouco maior, enquanto o da Fazenda Ponderosa eram meio arredondados.

A seguir uma ilustração do moinho original:

 

 

Tomei a liberdade de te enviar algumas imagens de carroças, com um rápido comentário sobre cada uma, mas nada que mereça alguma espécie de artigo ou coisa parecida, por se tratar de mera curiosidade (nota dos autores – modéstia do Miguel).

Carroças:


A -  Ganhei entre o natal de 65 e 67, vendia-se separadamente.
Particularidades: vinha com um banquinho para o carroceiro, a lona era pregada e as rodas eram com 8 raios. Estas na foto não são originais, pois a estou restaurando, veja a imagem das rodas originais (me falta uma pequena).

B Fazenda Ponderosa.
Particularidades: era de uma cor menos comum, cor castor e sem lona,
”pilotada” pelo Hoss Cartwright, sem os revolveres e sim com furos nas
mãos.

C - Caravana.
Particularidades: não vinha mais com banquinho, a lona amarrada tradicionalmente e a roda mais comum com 10 raios, era também vendida
separadamente.


D - Caravana - Existem colecionadores que afirmam que esta também compunha este conjunto. Particularmente eu discordo, porém respeito as opiniões.
Particularidades: roda mais esbelta com outra numeração e vendia separadamente.

E - Conquista do Oeste, ganhei de Natal entre 71 e 73.
Particularidades: rodas pretas (diligência), fundo da carroça de
eucatex, a lona vinha em três cores: branca, amarela e verde. Esta da
foto não é original, coisa de pai, ainda bem que ele guardou as lonas
antigas.


F - Chaparral, última fase.
Particularidades: Toda em plástico com rodas de tala mais larga e de lona
removível (amarela).


G - Chaparral, primeira fase.
Particularidades: a principal delas era que vinha na cor amarela, as
rodas eram as mesmas, 10 raios e o fundo de eucatex, comum nos conjuntos Gulliver.

Espero ter contribuído com alguma coisa.
Um grande abraço.
Miguel”

Bom, julgamos que um material desta qualidade só merecia um destino – publicação!

E acreditamos que os leitores concordam conosco.

Os Autores.

Nota complementar dos autores: há informações de que a carroça com rodas de oito raios apresentada acima é o modelo produzido pela Indústria de Brinquedos Comanche. Na versão desta carroça como lona, a referida lona é pregada na madeira, e não amarrada como ocorria com os modelos Casablanca. A Comanche produziu o Forte Comanche, a Caravana Comanche, o Castelo Medieval e lançou as figuras do conjunto Lawrence da Arábia no Brasil. A Comanhce teria sido fundada por um ex funcionário da Casablanca. As figuras da Comanche eram basicamente as mesmas da Casablanca.





Comentários

Enviar comentario

De: Jose Antonio
Boa noite Marcos, também sou um colecionador e gostaria de ter o e-mail do Pagliarini para falar com ele, obrigado.....


De: Dinilson
Muito bom. Vcs estão de parabéns. Já pensaram em publicar um livro sobre esse tema? Na leitura que fiz, não vi referência à qualidade do plástico de figuras da série planície. Era duro e mais quebrável, salvo engano. Aguardo o volume III da Enciclopédia.


De: fajego@terra.com.br
a fazenda ponderosa que procuro é constituida por 2 plascas de eucatex nas cores verde/lagos;cerca c/moeirões e traveções da cerca em plástico


De: Wagner de Azevedo Marques
Completando ! As figuras do castelo eram clones Timpo e de Law das Arabias, Reamza vendido com Fort Deraa da Papae Noel.


De: Wagner de Azevedo Marques
Exatamente ! tenho a Caravana Comanche com os detalhes descritos acima,o plastico das figuras eram de qualidade inferior e parte se perderam.


De: Luiz Fernando Coelho
Parabéns pelo site,Havia um canhão que"atirava"palitos e a fogueira dos índios e um brinquedo chamado Saloon do Bat masterson, alguém conheceu? Abraço


De: Marcos Faria
A união de 2 grandes mestres (Marcos Guazzelli/Miguel Cerrato)e outros amigos de hobby só contribui para a felicidade de todos nós.Obrigado, parabéns.


De: Paulo Ricardo
Belos exemplares, e tão bem preservados, eu ganhei uma carroça gulliver, em 1978, era marrom, com a lona branca e o simbolo da 7º cavalaria, Plástico!


De: Rodolfo S. F. Siqueira
Ganhei a Caravana no natal de 66.Vieram 5 carroças:3 com cobertura e 2 sem cobertura.Vinham 2 cartolinas cada uma com 20 figuras presas com elástico.