DIVERSOS - JULHO 2008



1. Como vai a vida

Em maio desmanchei uma sociedade que mantinha há 9 anos, e encerramos as atividades de nossa empresa. Imediatamente comecei uma nova empresa na área de prestação de serviços, agora sem sócio.

Mas empresa nova é como filho pequeno, requer muita atenção. Então minha vida nos últimos meses se resume a trabalhar e trabalhar, restando pouco tempo para me dedicar ao faroeste e às pesquisas.

Portanto, peço ajuda aos colaboradores para que enviem matérias para o site, para que possamos mantê-lo atualizado, até minha vida voltar ao normal.


2. Mudou a embalagem


Em recente visita à loja PB Kids aqui em Curitiba me deparei com o Forte Apache da Gulliver em nova embalagem, conforme imagem abaixo (foto tirada na loja, com câmera de celular):



Além da mudança da embalagem os conjuntos ganharam dois nomes diferentes: “Super Batalha” e “Batalha Júnior”. A diferença entre eles é que no Super as figuras são pintadas e no Júnior as figuras são na cor do plástico. A versão Super é cerca de R$25,00 mais cara que a versão Júnior. O forte da versão Júnior parece ser um pouco menor na lateral do que o forte da versão Super.


No mais, as figuras são as mesmas Atlantic que a Gulliver utiliza desde 1980, e o forte é o mesmo modelo de plástico lançado em 1990. Talvez seja um recorde mundial de falta de atualização de um produto.


Por amor à causa, comprei um da versão Super. Mas a PB Kids deve estar apostando no sucesso desta nova versão, pois havia pilhas de Fortes Apaches à venda na loja.


Entrei no site da Gulliver hoje, 19/7/08, e não vi nada a respeito destes fortes.


3. Visita


Em julho recebi a visita do colecionador João Henrique, de Araras – SP, e de seu filho João Pedro , de 8 anos.



Ambos estavam a caminho do Beto Carrero World em Santa Catarina, e pararam aqui para visitar a coleção.


O João Henrique é professor, colecionador de brinquedos, artesão e dono de uma loja de modelismo em Araras. Além disso, possui um Santana 1987 que adquiriu recentemente, quase zero quilômetro.


4. Forte da Comansi


O colecionador Marcos Claudino me enviou um link do youtube muito interessante, cujo vídeo mostra uma pessoa abrindo a caixa de um forte da Comansi (Espanhol), retirando peça por peça e exibindo para a câmera.


Ao ver este vídeo, constatei que a Gulliver não buscou na Comansi apenas inspiração para as figuras e os fortes...


Observem a embalagem abaixo, do Forte Apache Gulliver de 1978. Na sequência cliquem no link e assistam o vídeo (a qualidade da filmagem não está muito boa).



http://www.youtube.com/watch?v=kNv6dlMJYVk


5. Artista mirim


Recebi e mail da Beatriz Pessoa, que gosta de pintar figuras de faroeste e criar cenários, num trabalho artesanal. Dois fatos chamaram a minha atenção: 1º) Ela só tem 13 anos, 2º) O fato de ser menina, já que o Faroeste sempre atraiu mais os meninos.


Ela enviou o seguinte texto:


“Para mostrar que até a nova geração, com videogames, internet, não deixou completamente essa parte maravilhosa da infância. Hoje eu não brinco mais com esses cowboys e índios, apenas confecciono miniaturas, mas quando era menor, achava uma grande diversão. Nem todos abandonaram uma brincadeira tão gostosa. Comecei a usar um computador com 7 anos, e mesmo assim preferia passar horas no velho oeste ou em outro mundinho ao invés de ficar no computador, nos jogos virtuais. Achava bem melhor viver do que fingir viver.


E talvez, por conta dessa atitude que alguns jovens, como eu, fazem, o velho-oeste nunca se extinga. Pelo menos irá permanecer na memória.”


Meu pai não brincou de forte apache, muito menos minha mãe, mas o interesse surgiu naturalmente. Ainda há esperança nesse universo de sol escaldante.”


Abaixo algumas imagens de suas miniaturas:





 


 



 

 





Até a próxima,

Marcos Guazzelli





Comentários

Enviar comentario

De: nelson lima
eu estou iniciando minha colecao,quando crianca eu tinha centenas de personagens do forte apache,,,onde eu posso adquirir pecas variadas sendo cowboys indios e soldados etc meu email eh lima-np@hotmail.com


De: Marcos
Testando.