O ACAMPAMENTO APACHE



Dando continuidade à série de artigos iniciada com o Forte Apache, falarei um pouco sobre o Acampamento Apache em seus quase 40 anos de vida.

A tribo de índios apaches ganhou notoriedade em função de filmes de sucesso como Fort Apache (John Ford – 1948) e, principalmente, da série de televisão Rin Tin Tin. Embora outras tribos norte-americanas talvez tenham aspectos mais relevantes do ponto de vista da história dos Estados Unidos, os apaches são mais “famosos”.

Chefes apaches notórios foram, entre outros, Cochise e Gerônimo. Os apaches foram a última tribo a se render oficialmente ao governo americano em 1886 (embora os sioux/dakota tenham enfrentado o exército pela última vez em 1890 na batalha de Wounded Knee).

O sucesso da série de brinquedos da Casablanca iniciou com o Forte Apache em 1964 mas, logo, o público consumidor precisava de novos conjuntos que pudessem ser integrados nas brincadeiras, ampliando o universo possível de aventuras. O Acampamento Apache veio nesta linha, foi um grande sucesso, e foi produzido por mais de 30 anos.

O nome apache veio na esteira da notoriedade da tribo e do sucesso do Forte Apache, mas o novo brinquedo acabou por fazer confusões históricas:
- O Acampamento Apache trazia no conjunto chefes de outras tribos, como Touro sentado e Cavalo Louco (também aproveitando a notoriedade destes personagens);
- Os índios do Acampamento Apache utilizavam tanto roupas apaches como roupas de outras tribos;
-  As tendas do Acampamento Apache não eram do modelo efetivamente utilizado pela tribo apache;
- O Acampamento Apache tinha um totem, característico das tribos mais do norte dos Estados Unidos.

Estes são apenas alguns exemplos de confusão histórica, mas outros podem ser identificados. 

O Acampamento Apache Casablanca 

O Acampamento Apache foi lançado entre 1966 e 1967

Como já mencionado em artigos anteriores, a Casablanca era preocupada com os detalhes do brinquedo. Todas as figuras eram numeradas para que fossem identificadas pelo nome. A relação com os números e nomes das figuras, em papel amarelo, vinha colada no fundo das caixas. 

As figuras integrantes do Acampamento Apache Casablanca eram:
005 – Chefe índio; 
006 – Arqueiro índio; 
007 – Índio; 
009 – Índio Pulador; 
016 – Índio Falcão Negro; 
051 – Jerônimo; 
052 – Índio Grande Conselheiro; 
053 – Índio Touro Sentado; 
054 – Índio Adorador; 
055 – Índio Caçador; 
056 – Índio Atirador; 
057 – Índio Escudo Dourado; 
058 – Índio Pena Branca; 
059 – Índio Zorro Gris; 
060 – Cacique índio; 
061 – Índio Lanceiro; 
062 – Índio Cavalo Louco; 
100 – Sitting Bull (note-se que Sitting Bull é Touro Sentado em inglês; desta forma o famoso chefe era representado em duas figuras – 053 e 100); 
101 – Feiticeiro da tribo; 
102 – Índio Urso Alto; 
103 - Índio Grande Alce; 
104 – Índio; 
105 – Índio; 
106 – Índio Alce Veloz; 
107 – Índio; 
108 – Índio Coiote Cinzento; 
109 – Índio atirando encostado na pedra; 
110 – Índio de montar; 
111 – Índio; 
113 – Índio Cochise; 
114 – Jovem Índia Raio de Sol; 
132 – Índio Mão Amarela; 
133 – Índio Flecha Certeira; 
134 – Índio Cavalo Bravo; 
135 – Índia Velha; 
136 – Índio Bruxo; 
137 – Índio Grande Trovão; 
138 – Índio Renegado; 
139 – Índio Flecha Vermelha; 

O Acampamento Apache da Casablanca vinha com uma base de papel representando um terreno da planície, com um rio para as canoas. O acampamento era montado sobre esta base. A base existiu em duas versões – redonda e quadrada. Ambas podem ser vistas nas fotos abaixo, sendo que a base redonda mostrada na foto é da coleção do meu amigo Raul de Belo Horizonte.

Havia dois modelos de cabana – uma mais alta, cônica, circular, com três ponteiras, denominada cabana índia. Outra, menor, com 10 ponteiras denominada cabana de chefe. Geralmente o conjunto era composto por 4 cabanas índias e 2 cabanas de chefe. Ambos os modelos de cabana aparecem na foto abaixo.

Compunham ainda o acampamento canoas, fogueira, cercado para cavalos, totem e jangada de madeira.

De acordo com informações que obtive, a jangada de madeira era feita para aproveitar sobras de madeira da linha de produção da Casablanca.

Ao todo, o Acampamento Apache Casablanca vinha com 34 figuras. Todos os itens integrantes do acampamento podiam ser encontrados de forma avulsa.

Sou apaixonado pelas ilustrações das caixas dos brinquedos Casablanca e Gulliver, mas duas ilustrações não consegui ainda obter: a do Acampamento Apache Casablanca e a do conjunto Virgínia City. Parece que um colega nosso da Galeria dos Brinquedos irá trazer a ilustração do Acampamento Apache num artigo que está sendo elaborado....

Abaixo um foto do Acampamento Apache do Wagner, grande colecionador de São Paulo. 


O Acampamento Apache da Gulliver 

Em 1969 a Casablanca é destruída por um incêndio e em 1970 os filhos do fundador da Casablanca reconstroem a fábrica sob o nome de Gulliver. A Gulliver torna a lançar os brinquedos de faroeste.

Sua primeira versão do acampamento não trás o tradicional nome Acampamento Apache, mas, sim, Os Apaches.

O conjunto Os Apaches é produzido até 1974. Possuiu duas versões de embalagem, sendo uma com um desenho de guerreiros apaches e outra com uma foto do conjunto.  

Em minha opinião este foi o conjunto mais bonito de todos os acampamentos lançados. Ele era montado sobre uma base de plástico. A base era composta de duas partes encaixáveis. 
 

O conjunto era composto por:  
- 3 tendas;
- 1 canos;
- 1 totem;
- 10 índios;
- 1 cavalo.
  

Entre as figuras de índios destacam-se 5 figuras de índios sentados (em 3 posições). Os índios sentados só existiram neste conjunto e são extremamente raros. 

Em um artigo futuro comentaremos sobre fábricas internacionais onde a Casablanca e a Gulliver buscaram modelos de figuras. Os índios sentados foram copiados da Elastolin, uma fábrica Alemã. Na Alemanha são produzidos até hoje e podem ser encontrados no site www.elastolin.com

Abaixo, fotos ilustrativas contendo cópia do catálogo da Gulliver com o conjunto, e duas fotos do conjunto Os Apaches da coleção do colecionador Marco Antonio de São Paulo. 
 


Em 1975 retorna a denominação Acampamento Apache, desta vez sem base, e com 5 tendas. O conjunto é produzido neste formato até 1977, conforme ilustrações abaixo, sendo uma do catálogo e outra da minha coleção. |No canto superior direito da foto do catálogo é possível ver a ilustração da caixa que embalou o Acampamento Apache entre 1975 e 1979. 

Em 1978 o brinquedo é novamente alterado. Retorna a base, desta vez rígida. O conjunto passa a ter 4 tendas coloridas, sendo cada uma de uma cor diferente. O conjunto é produzido neste formato até 1979. Abaixo, a ilustração da página do catálogo, sendo que o Acampamento Apache aparece entre outros conjuntos da época.  

A partir de 1980 a Gulliver muda dramaticamente a sua linha de faroeste. Saem de cena as figuras tradicionais e entram as figuras da fábrica Italiana Atlantic, sem pintura, na cor do plástico.   

A linha de figuras Atlantic nunca foi trazida de forma completa pela Gulliver. Há muitas figuras Atalntic bonitas que nunca foram lançadas no Brasil, mas podem ser encontradas à venda no site E-bay Italiano.

As figuras Atlantic são produzidas pela Gulliver até hoje (no conjunto Forte Apache). 

Em 1980 o Acampamento Apache passa a se chamar Apaches Camp, lançado em uma caixa só com figuras, conforme ilustrações abaixo. Tendas, canoa, totem, fogueira não mais fazem parte do conjunto.   

Em 1986 as figuras no formato Atlantic passam a ser de vinil, pintadas a mão. Retorna o nome Acampamento Apache, agora com 6 tendas, conforme ilustração abaixo (que está com uma tenda a mais). O conjunto é produzido neste formato até 1990.

Na década de 90 o conjunto passa a ser vendido num cilindro de plástico que contém figuras e 1 tenda. As figuras continuam a ser pintadas a mão, no entando a pintura é de baixa qualidade se comparada com seus antecessores.

Em 2002 a Gulliver lança a série com bonecos articulados. Aparece no site da Gulliver o conjunto Acampamento Apache conforme ilustração abaixo. Este conjunto trás itens dos anos 60 e 70 – canoa, árvore, totem e fogueira. No entanto, por mais que tenha tentado localizar este conjunto em lojas, nunca tive sucesso. A meu pedido, lojistas de Curitiba entraram em contato com o representante da Gulliver, que desconhecia o conjunto, o que me leva a crer que este conjunto jamais foi lançado comercialmente.   

Bom, eram estas as informações que eu tinha sobre o Acampamento Apache.

Até o próximo artigo.

Críticas e sugestões são sempre bem vindas no meu e mail. 





Comentários

Enviar comentario

De: Santos
http://dinastia.comunidades.net/caixa-acampamento-apache-casablanca


De: Carlos Alexandre
Boa tarde Marcos. Estou vendendo uma caixa OS VIKINGS CASABLANCA original em bom estado com catálogo no verso. Se tiver interesse meu e-mail é xandfernandez@yahoo.com.br


De: CARAVELA VIKING CASABLANCA
TENHO UMA CARAVELA VIKING CASABLANCA PRA VENDER NA CAIXA ORIGINAL JUNTO COM CATALAGO ORIGINAL COLADO NO MESMA CAIXA ESTÁ NUM LEILÃO NO MERCADO LIVRE CARAVELA VIKING ANUNCIANTE PARRAGARJ


De: dmfinamor@hotmail.com
eufui contemplado com um presente ... ganhei um apache camp (clone atlantc sem as cabanas,, e u tourosentadoo agora estou a procura dos garimpeiros


De: bruno bernardi neto
gostaria de comprar um fort apache de madeira que estou fazendo?