O VELHO OESTE DA TIMPO



Bem no início da década de 70 eu era muito,  muito feliz com meu Forte Apache de madeira, e meus vários índios e soldados Casablanca e Gulliver, a maioria herdados de primos já mais crescidos. Eu tinha 7 anos e a vida era simples....até que um dia, passeando com meu pai, tudo mudou.   Nunca mais olhei para meus bonequinhos nacionais da mesma maneira!


A culpada?  Uma loja de brinquedos em Ipanema, recheada de importados - coisa comum naquela época.   O dono,  provavelmente um sádico, decorou a vitrine com um belo sortimento de cowboys e índios absolutamente coloridos, que fizeram meus olhos saltarem das órbitas. Pra completar a tortura ... eram bonecos cuja pintura não descascava!  Praticamente indestrutíveis!  Tentação das tentações!


Meu pai me comprou um cowboy....unzinho somente. Mas rapidamente ele se tornou o "herói" de todas as minhas aventuras no velho oeste, olhando com ar de superioridade para a descascada tropa da Casablanca / Gulliver, para sempre humilhada. É duro ser do terceiro mundo, até para bonecos....


Na base da figura,  a marca do brinquedo: Timpo!


A clássica "Timpo Toys" nasceu na Inglaterra em 1938. Foi fundada por um judeu alemão, Ally Gee, que fugiu do seu país de origem por conta da perseguição nazista.  Ele começou como agente comercial de brinquedos, com uma empresa chamada "Toys Importers". O nome "Timpo" veio daí. "T" de "Toys",  e "Impo" de "Importers".


A Timpo começou lançando figuras de metal de cowboys,  índios,  soldados,  animais etc,  ganhando muita popularidade nos anos pós-guerra. Em 1954,  a empresa passou a adotar também o plástico na sua linha de produção.


Em 1962,  uma revolução técnica permitiu a confecção de bonecos em moldes de plástico multi-coloridos,  e elaborados com uma espécie de "plug",  que permitia à criança conectar peças de um boneco em outro. Para completar a festa....acessórios como armas e chapéus também podiam ser trocados entre as figuras.


 


 


Em tempos ainda sem videogames....a Timpo virou uma febre mundial. Mesmo no Brasil,  eram itens obrigatórios nas lojas de brinquedos,  pelo menos nas capitais. Os temas eram os mais diversos:  Eskimós,  Guerreiros Medievais,   Soldados da Segunda Guerra Mundial....e,  claro,  o Oeste Selvagem!  Sinceramente,  não conheço uma linha de brinquedos tão abrangente neste nosso "tema favorito".


 


Cowboys,  Mexicanos, Apaches,  Fortes....todo o universo do faroeste estava representado - e muito bem representado - no catálogo da Timpo.  Você queria uma carroça ou uma diligência para brincar com seus bonecos?  Então veio ao lugar certo!  O problema era decidir entre tantas variações como as "Doctor Wagon",  "Prison Wagon",  "Chuck Wagon", "Fire Brigade"....a mesada tinha que ser bem gorda!


 


 


Que tal um "Forte"?  Não tinha o Apache...mas em compensação eram maiores,  mais detalhados....e não soltavam farpas nos seus dedos!  


 


 


 


Já sei:  seu sonho era brincar numa autêntica cidade do velho oeste,  com suas casas e prédios típicos?  Agora complicou de vez!  O Catálogo da Timpo fornecia nada menos do que nove prédios diferentes para cidades do velho oeste,  que eram vendidos separadamente,  ou em conjuntos como o "Timpo Wild West City". 


 



 


 


Um "rancho" também caía bem na brincadeira?  Bom...não tinha o Chaparral,  mas você podia escolher entre outros três modelos,  incluindo o clássico "Ok Curral",  cenário do duelo mais famoso do oeste,  protagonizado por Wyat Earp!




 


 


 


 


Tá faltando alguma coisa nesse faroeste "à moda inglesa".....já sei:  a "estrada de ferro"!  Então não falta nada!


 


 


 


Mesmo com tanta qualidade e variedade....a Timpo foi à falência em 1980. Um final bem triste para uma marca inesquecível!  Hoje em dia,   seus bonecos e playsets estão entre os itens mais disputados em leilões como o Ebay.


E vou avisando:  se já não eram brinquedos baratos para nós brasileiros quando na época do seu lançamento,  no início da década de 70,  agora tem potencial para estourar limites de cartões de crédito!


E uma curiosidade:  algumas figuras e playsets da Timpo foram lançadas na Argentina,  pela empresa “Epopeya”,  sem a mesma qualidade dos originais ingleses.   A grande diferença é que os plásticos não eram moldados em cor,  mas sim pintados “à mão”,  o que fazia toda a diferença. (ver imagem)


 


Quem tiver interesse e um dia for visitar o país dos nossos “hermanos”,  pode tentar conseguir algum item desses por lá.   Em Buenos Aires existem boas lojas dedicadas aos brinquedos antigos.


Richard Kyaw





Comentários

Enviar comentario

De: marcelo . marcelomorrone@outlook.com.
Boa noite. Gostaria de saber,aonde comprar oa artigos da timpo,ou outras marcas,em lojas de Sao Paulo.Produtos novos.Tenho colecao Gulliver,em torno de 500 pecas. Abracos Marcelo.


De: Denes
Caro Richard.................tenho 46 anos, e quero te dizer que o brinquedo que mais adorava eram meus forte apaches, eu devia ter uns 5.........mas no dia em que vi os timpo, foi amor à primeira vista, desde então, só comprava deles. Eu morava em Juiz de Fora, e acredite, encontrava em banca de jornal para vender. Passava férias numa cidade de minas, Caratinga, e pra minha total surpresa, encontrei em supermercado para vender, e acredite, não em caixinha com boneco unitário, encontrava caixa com 7, 10 e até 15 bonceco...........quase tinha orgasmo..Chegeui a ter mais de 50 deles.............mas o tempo e nossas mães às vezes são cruéis, jogou vário deles fora e hoje, fico na saudde.Já vasculhei a internet pra ver se encontrava, até achei uns no ML, mas incompletos. Vc sabe onde podemos encntrar pra comprar???? Abraços


De: Paulo Ricardo
Olá ! Sugiro que dêem uma olhada neste site:http://www.nosthalgia.com.br/


De: renecardoso@bol.com.br
Adorei seu artigo,gostaria de fazer mais perguntas sobre a Timpo,poderia enviar seu e-mail?