O FORTE APACHE DE ÁGUAS DE LINDÓIA



Há alguns anos um leitor me enviou uma foto de um Forte Apache localizado no interior de São Paulo. Desde então, fiquei com vontade de conhecê-lo, e a oportunidade finalmente apareceu agora no final de julho de 2018. O forte fica no município de Águas de Lindóia. Partindo de São Paulo ou de Campinas, passa-se primeiro pelo município de Lindóia e um pouco depois chega-se a Águas de Lindóia. Passando o centro da cidade, entra na estrada Morro Pelado, e um pouco mais à frente o forte vai se descortinar do lado direito da estrada. É uma bela visão.

Lá chegando, fui conversar com as pessoas que ali trabalham. O local é destinado à locação de cavalos para cavalgada. Todos que lá trabalham foram muito gentis comigo. Perguntei quem era o proprietário e informaram que o forte pertence à prefeitura, o que me surpreendeu. Segundo eles, o projeto possui mais de 40 anos, mas passou mais de três décadas na gaveta e só há cerca de 7 anos saiu do papel.

Me informaram que logo a prefeitura fará um calçamento no entorno do forte, e pensei – vão começar a descaracterizar o projeto. Mas, enfim.

O Forte possui quatro guaritas, muito parecido com o Forte Apache de plástico da Gulliver, que está em produção, sem alteração, há longuíssimos 29 anos. Por dentro possui passarelas nas paliçadas, escadas de acesso às passarelas, e uma casa que seria o comando/alojamento.

Depois de visitar o forte, realizei uma cavalgada com o pessoal que trabalha ali e com uma família que estava visitando o local.

Um dos turistas, residente de São Paulo, foi me contando durante a cavalgada que frequenta o local há cerca de 40 anos, e que durante este tempo todo as pessoas que ali trabalham, locando os cavalos, são praticamente as mesmas. Durante o trajeto ele foi narrando como era o percurso quatro décadas atrás, e como a urbanização foi substituindo natureza por cimento e asfalto.

Parabéns à Prefeitura de Águas de Lindóia pela iniciativa. O local é fantástico, e é indispensável que os fãs de faroeste o visitem.

Até a próxima!

Marcos Guazzelli

Agosto de 2018





Comentários

Enviar comentario

De: WAGNER - Brinqtoys
.... sempre vou pra lindoia e passo sempre no forte estamos programando um passeio de fds com um pessoal do Cine Club Amigos do Western todos caracterizados e faremos uma performance no local ... avisarei vcs da dat pra quem quiser se divertir


De: Tadeu Buono
Deve ser maravilhoso viver pessoalmente em um forte apache ! Parabéns pela oportunidade Marcos Guazzelli !


De: Roberto Vasco
Mais uma vez uma excelente matéria! Lembro que na década de 70, na cidade da criança(São Bernardo do Campo), existia um forte semelhante a esse, era uma alegria, pois aparentava ser enorme para os pequenos da época.Não tenho certeza se o Forte existe até hoje, mas os galpões da antiga ¨Vera Cruz¨( empresa de Mazzaropi) continuam no mesmo lugar.Muitas vezes penso se o tema terminará conosco, se as próximas gerações terão vontade de continuar o colecionismo de nosso amado tema.


De: ANIBAL CRISTIANO HADDAD
É pessoal, se analisarmos bem, nem tudo esta perdido, tenho notado que cada vez mais aparecem novos colecionadores voltados ao tema do velho oeste, e agora essa bela surpresa que o Guazzelli nos proporciona, um "Forte Apache" de verdade, iniciativas como estas nos da fôlego por mais um bom tempo. Comecei a imaginar um "brinquedão" desses quando éramos crianças, iam voar flechas e tiros de espoleta (de rolinhos cor de rosa e as de rodinha de plástico) para todo lado. Se isso fosse hoje, provavelmente as crianças seriam recolhidas à Fundação CASA e os pais responsabilizados por essa barbárie, tendo toda a mídia fazendo cobertura. Gostaria também de deixar uma sugestão a Prefeitura de Águas de Lindóia: A promoção de festas neste local com as pessoas vestidas a caráter, alias seria um bom local para que os colecionadores se reunissem para uma convenção e lógico montaríamos uns "Teepees" ao lado do Forte. Abração a todos