ENCONTROS DE COLECIONADORES



1. Encontro em São Paulo

Em junho tivemos oportunidade de reunir quatro colecionadores de Forte Apache em São Paulo. É um feito, pois esses anos todos de dedicação a este hobby me ensinaram que os colecionadores são reclusos. Bem ao contrário, por exemplo, dos colecionadores de carros antigos, que vivem se reunindo. Até na minha própria cidade, Curitiba, existem vários colecionadores dos quais, até bem recentemente, nunca tinha ouvido falar, e que provavelmente morrerei sem conhecer.

Mais uma vez o Ronaldo Ognibene gentilmente nos cedeu sua residência para realização do encontro. Lá estiveram eu, o Ronaldo, o Carlos Mariano e o Roberto Vasco. Segue a imagem do grupo:

Também participaram um dos filhos do Roberto Vasco e a mãe do Ronaldo, uma senhora simpática que participou de toda a nossa conversa.

Na preparação para o encontro o Ronaldo se deu ao trabalho de distribuir pela casa seus itens de coleção e criar cenários interessantes, cheios de detalhes. Fotografei os detalhes para compartilhar aqui com os leitores do site.

Passando pelo acampamento:

Este se deu mal:

Todos com sede:

Família Cartwright:

O Chaparral:

Que fome:

Tropas se preparam para resistir à invasão do forte:

Os cachorros da Casablanca e da Elastolin. A única diferença é que um é a imagem do outro no espelho.

Este urso está dando trabalho:

Esta árvore vai para o chão:

Último posto da civilização, antes do deserto:

O forte St. John flutua acima do planeta:

Cavalaria protege a frente do forte:

Não deixe faltar carvão na caldeira dessa locomotiva:

Durante o encontro especulou-se sobre os e-mails que a Gulliver tem enviado para alguns colecionadores, informando que até o fim do ano serão lançados produtos para colecionadores. “Vão lançar mesmo?”, “que produtos seriam?”. Bem, eu não sei, e acho que seria a última pessoa a saber, afinal a família proprietária da Gulliver sempre me tratou como alguém tóxico, que precisa ser mantido à distância. Então nem o tal e-mail eu recebi. Não acredito em nada de bom que possa vir da Gulliver, mas se eu estiver errado, e eles de fato lançarem algo, será muito bem vindo. E mesmo sendo tratado como tóxico por eles, farei o que tenho feito a minha vida toda, contribuirei para encher os seus bolsos de dinheiro.

Quero mais uma vez agradecer ao Ronaldo por ceder sua residência, e pelo carinho e dedicação que teve na montagem dos cenários.

2. Encontro em Rio Negrinho

Em julho o colecionador Marcos Faria, de Angra dos Reis, e sua esposa, vieram a Curitiba, e daqui partimos para Santa Catarina, com destino à cidade de Rio Negrinho. Iríamos visitar o colecionador Rodney.

Lá chegamos numa ensolarada manhã de sábado, e fomos muito bem recebidos pelos nossos anfitriões, Rodney e sua esposa.

Eu e o Faria partimos logo para o quarto onde o Rodney guarda sua coleção, e apresento abaixo o registro fotográfico.

Caçadores Gulliver e Elastolin:

Índios Elastolin, um índio Gulliver com base estrelinha.

Forte Apache 1971, com brincalhões da Gulliver. Este não é o modelo de forte que originalmente vinha com os brincalhões.

Vikings, alguns canadenses:

Forte Apache pequeno, modelo 75 – 77:

Independência ou Morte:

Mega acampamento apache:

Réplica do Grande Forte Apache Casablanca, produzida pelo próprio Rodney, com auxílio de sua esposa artesã:

Cenário:

Fanabri:

Espanhóis e Gulliver:

O Rodney está famoso pela reprodução de caixas. Colecionadores, procurem o Rodney e adquiram as réplicas de caixas para guardar ou ornamentar suas coleções.

Conjunto Os Apaches e Safári, ambos com bases feitas pelo Haddad, de São Paulo:

Super Fort Rin Tin Tin:

Chaparral, série 75 – 77:

Mais um Forte Apache pequeno, série 75 – 77:

África Misteriosa. Os coqueiros também são reprodução do Haddad, de São Paulo:

Primeiro modelo de Forte Apache, produzido pela Casablanca:

Caravana com réplicas:

Itens para cenário, feitos pelo Marco Leandro, do Rio Grande do Sul:

Carroças da Prolar, na embalagem original:

Gunsmoke. A estrebaria é réplica, feita pelo próprio Rodney:

Grande Forte Apache Gulliver 73 – 74:

Grande Forte Apache Gulliver 75 – 77:

Zoológico Gulliver:

Zorro Trol:

Fazenda Ponderosa, com itens originais e réplicas:

Vista – esta é a vista que o Rodney tem a partir da porta do seu quarto de brinquedos:

Cowboy...

Terminada a visita à coleção, partimos para o sítio do Rodney, onde eu demonstraria minhas habilidades de cowboy. Ocorre que lá chegando, seu tourinho adolescente fugiu da luta...

Por fim, registramos o encontro. Também posou para a foto a cadelinha Megui:

Mais uma vez agradeço ao Rodney pela gentileza com que nos recebeu, e também pelo excelente almoço que nos proporcionou.

De Rio Negrinho seguimos viagem para Jaraguá do Sul, onde visitaríamos mais um colecionador. Infelizmente a mãe do colecionador veio a falecer e o compromisso, obviamente, teve que ser cancelado. Nossos sentimentos.

Como estávamos em Jaraguá, aproveitamos para almoçar no restaurante General Kuster:

Bem, era o que tinha para contar desta vez.

Até a próxima!

Marcos Guazzelli

Agosto de 2018





Comentários

Enviar comentario

De: mazzei
Obrigado, Carlos. Forte abraço.


De: Carlos Mariano
Mazzei, serão lançamentos voltados para os "amantes do Forte Apache." Palavras da própria Gulliver em uma das suas redes sociais. Se possível acompanhe as postagens e novidades no Facebook e Instagram oficiais.


De: mazzei
Turma, falem um pouco sobre essa misteriosa correspondência que receberam da Gulliver...perguntei lá embaixo mas todo mundo ignorou...


De: Jean Carlos
Esses artigos de visitas são os melhores. Particularmente, me sinto no local, tal a sensação de intimidade transmitida. Sensacional!


De: Tadeu Buono
Como sempre , uma maravilhosa e deliciosa matéria , nos levando ao passado fantástico ! Gostaria de um dia participar deses encontros com colecionadores , mas infelizmente o deslocamento me é difícil , por problemas de saúde ! Parabéns Marcos Guazzelli , por mais uma reportagem histórica !!


De: Vincenzo
Parabéns pelas matérias, com muitas imagens lindas e informações como sempre, agora é ficar no aguardo, com esses lançamentos da Gulliver, tenho esperança rss Abs.


De: Roberto Vasco
Excelente matéria, como sempre, só a foto é que ficou devendo, não sou tão gordo assim, no dia fazia um frio intenso e estava usando uma camisa de flanela e uma jaqueta do marítimo ( time de Portugal/ Ilha da Madeira), fiquei parecendo o Ross, obrigado Marcos por mais uma oportunidade.Quanto ao amigo Rodney, já o indiquei como o melhor reprodutor das caixas que já vi, um grande amigo, Carlos Mariano é uma pessoa impar, Ronaldo uma excelente pessoa, nos recebeu majestosamente com sua mãe.Abraço a todos!


De: Rodney
Só tenho a agradecer pelo dia maravilhoso que foi na companhia de pessoas fantásticas e só conversamos sobre brinquedos e não sobre problemas do dia dia, parabéns ao Ronaldo pela coleção espetacular, grande abraço aos amigos Carlos e Roberto. E aproveito para externar os meus sentimentos ao amigo Tadeu e sua família pela perda de sua mãe. E mais uma vez estendo o convite aos colecionadores para uma visita lá no quartinho dos brinquedos rsrsrs. Abraço a todos.


De: Marcos Faria / Angra / RJ
Uma das melhores formas de agradecer ao Marcos pela sua imensa contribuição ao hobby, historia e principalmente união entre os colecionadores é nos visitarmos. Amizades começam de forma as vezes estranhas ele que era um "rival" nos primeiros leilões do ML. Somos amigos e compartilhamos conhecimento e formas de melhorar nossas coleções além da família hoje ampliada. Rodney figura impar Tadeu já sei seu endereço rssrs Aos demais basta comunicar e ampliamos o leque de participações. Setembro pretendo ir a SP conhecer outros colegas. A todos entrem em contato minha casa esta aberta aos amigos. Ronaldo você mora num forte apache que tem uma casa dentro PARABÉNS FANTASTICO! meu zap (24) 9.98592306


De: mazzei
Belo encontro. Parabéns a todos pela iniciativa. Sobre esses supostos lançamentos da Gulliver para colecionadores, não soube de nada. Alguém sabe ao menos se em algum momento a Gulliver se referia a itens de faroeste? Abs a todos.


De: TADEU TUFIE MAHFUD
Boa tarde amigos. Linda matéria. Conheço o Rodney ha bastante tempo já e seguramente já fiz algumas visitas à sua residencia. Realmente tudo estava planejado para por fim terminarem o roteiro em Jaraguá do sul me visitando, tudo planejado e tudo ok, menos que minha mãe viria a falecer na quinta feira que precedeu o evento. Eu realmente senti um pesar muito grande por cancelar de última hora a honrada visita dos senhores, porém eu sabia que não estaria com meu espírito em plena alegria e dar-lhes a atenção devida. Com certeza gostaria de um dia poder revê-los novamente e vamos juntos nos encontrar na minha casa em jaraguá do Sul. Abraços fraternos ao Rodney, Guazelli e MV Faria que realmente queria ter conhecido pessoalmente.


De: ∞ Carlos Mariano ∞
Saudações aos amigos do Faroeste ★ Lindas pinturas do Ronaldo ♠ Fantásticas caixas do Rodney ♦ Com muita expectativa aguardo as novidades que a Gulliver anunciará em breve ♥ Espero que os amigos não deixem de marcar encontros, conversas, mesmo já tendo completado suas coleções e realizado seus sonhos de Forte Apache ♣


De: Valdemir
Parabéns pela matéria Marcos. Parabenizo também os colecionadores Rodney, Ronaldo, Carlos Mariano e o Roberto Vasco ,um forte abraço a todos


De: Alberto Cruz
Boa noite aos amigos colecionadores! Gostaria muito de ter participado desta visita assim como estar abrindo as portas da minha casa para ter recebidos. Ficará para uma próxima vez. Mas estou muito feliz pois se trata de dois amigos que considero muito Ronaldo e Rodney. Muito legal a matéria e principalmente de novas aquisições. Obrigado Marcos por mais este artigo.


De: Ronaldo Ognibene
Valeu Guazzelli!!! Grande Abraço!!! Da próxima vez fique para uma pizza!!! Belissima coleção do Rodney!!!