O GRANDE LOTE DA OLX



Recentemente apareceu anunciada na OLX uma grande coleção de brinquedos de faroeste. Como era de se esperar, provocou alvoroço no universo de colecionadores.

Minha primeira surpresa foi verificar que o colecionador vendedor era de Curitiba, mesma cidade na qual resido. Digo surpresa porquê nesses anos todos que me dedico ao colecionismo de brinquedos de faroeste nunca soube de outros colecionadores em Curitiba. Entrei em contato com o vendedor e consegui que ele gentilmente me recebesse para fazermos uma matéria com a coleção.

O colecionador vendedor se chama Valdemir, e estive na sua residência na gélida noite de 10 de julho de 2018. Abaixo, uma imagem nossa, durante a visita.

Conversando com o Valdemir, veio a segunda surpresa - ele conhece e já visitou diversos colecionadores de brinquedos de faroeste em Curitiba. Fiquei impressionado, pois me dedico a este hobby há tantos anos, já viajei por várias localidades do país encontrando colecionadores, me correspondo com outros tantos, mas nunca tive um contato sequer com colecionadores de Curitiba. Uma pena.

Mas vamos às informações da visita.

O Valdemir é de 1959 e ganhou seu Forte Apache Casablanca no Natal de 1969, quando tinha dez anos. Foi presente de uma tia. A infância do Valdemir foi parecida com a nossa: jogava futebol e assistia filmes e séries de faroeste durante o dia, e brincava com os brinquedos de faroeste à noite, com amigos e primos. Ele lembra com saudades das várias horas que passava brincando de Forte Apache, horas que pareciam não ter fim.

O Valdemir cresceu, casou, e teve filho em 1983. Em 1986 ele começou a dar os brinquedos de faroeste de sua infância para o seu filho brincar. Como o filho parecia gostar, o Valdemir adquiriu também os conjuntos lançados pela Gulliver na série de 1986 e deu para o filho. Por volta de 1990 o menino já não mais se interessava por brinquedos de faroeste, e o Valdemir decidiu dar tudo para um orfanato.

Passaram muitos anos, até 2005, quando o Valdemir descobriu o nosso site, o Brinquedos de Faroeste, e isto despertou nele o desejo de ter novamente os brinquedos. O Valdemir é um fã do site, sabe praticamente todos os textos de memória, impressionante que não tenhamos nos conhecido antes, vivendo na mesma cidade. Como eu, o Valdemir viaja no tempo ao sentir o cheiro dos brinquedos de faroeste (memória olfativa).

O Valdemir começou então a buscar brinquedos através de anúncios da OLX e do Mercado Livre, e foi construindo sua coleção, com o projeto de um dia expô-la numa vitrine. Mas os anos foram passando, a vitrine acabou não acontecendo (ao menos não ainda), e o Valdemir não está conseguindo se dedicar aos seus dois hobbies ao mesmo tempo: faroeste e pescaria, de forma que precisa escolher entre um deles. Com isto em mente, ele preparou o já famoso anúncio, para verificar como estava o mercado. Fiquei com a impressão de que o Valdemir já recebeu mais contatos de colecionadores nesses dias, desde que colocou o anúncio, do que eu em 13 anos de site...

Portanto, me pareceu que a decisão de vender é algo que ainda pode mudar. O Valdemir está avaliando ofertas que recebeu, ponderando, para decidir se prossegue com a intenção de venda, e de que forma será a venda (total, parcial ou fatiada), ou se guarda os brinquedos e finalmente manda fazer a vitrine.

Vamos às imagens. Tudo o que aparece nas imagens faz parte do famoso anúncio da OLX.

Logo que despertou o interesse por novamente ter brinquedos de faroeste, o Valdemir saiu procurando na internet, e o primeiro brinquedo que comprou foram as paliçadas de um mini Forte Apache 1980 – 1985:

Sua coleção contém também um Forte Apache modelo médio da série 1975 – 1977, e um Forte Apache modelo grande da série 1986 – 1989. Ambos na caixa. Seguem imagens:

Ainda no início do despertar do desejo de colecionar, o Valdemir se aventurou a fazer um Forte Apache artesanal. Para a primeira tentativa, até que não ficou mal:

Ainda em termos de fortes, ele possui uma réplica do Grande Forte Apache Casablanca, produzida pelo Luiz Pagliarini:

Ele possui também um forte (que também possuo) e que para mim é um mistério. Quando escrevi a Enciclopédia do Forte Apache volume 1 (publicada neste site) eu informei que este modelo foi o segundo a ser produzido pela Casablanca. Em textos posteriores, escrevi que já não tenho mais tanta certeza. Acho que este forte poderia ter sido o último produzido pela Casablanca, ou o primeiro produzido pela Gulliver (lembrando que Casablanca e Gulliver, na essência, eram praticamente a mesma empresa). Razões para a minha dúvida?

  1. Os produtos da Casablanca traziam a marca “casablanca” nas laterais da tampa. Este forte não contém nada nas laterais, o que pode caracterizar ser produto de uma fase de transição;
  2. Este forte contém uma bandeira (amarela) da 7ª Cavalaria. Os fortes da Casablanca traziam a bandeira dos EUA, e bandeira do 7º é uma característica da Gulliver.

Segue a imagem:

Por fim, ele tem um forte Casablanca que possui as paliçadas originais e réplicas do quartel general e da torre.

Além disso, o Valdemir também possui alguns fortes produzidos mais recentemente pela Gulliver.

Apesar de não ser o foco da coleção, o Valdemir possui alguns brinquedos da Fanabri:

Ele possui uma cidade artesanal muito detalhada, feita por um artesão do Rio Grande do Sul, e alguns outros itens feitos por outros artesões.

Sua coleção possui duas casas da Papae Noel. Segue imagem:

Quando começou a colecionar, o Valdemir se concentrou basicamente em figuras Britains e DSG. Seguem imagens:

Cabanas de índios – 8 cabanas argentinas pintadas de azul pelo próprio Valdemir. Uma Casablanca marrom (frente, à direita). E uma outra marrom (frente, à esquerda) que pode ser Casablanca.

Carroças:

Figuras Atlantic e Gulliver cópia Atlantic:

Figuras Casablanca, Gulliver, e alguns Elastonin:

Por fim, diversos conjuntos adquiridos do Wagner, da Brinqtoys, que ainda estão nas caixas:

Espero que a matéria tenha ficado interessante, e que seja útil para eventuais interessados na aquisição do lote.

Mais uma vez agradeço ao Valdemir, à sua esposa, seu filho e sua nora, que me receberam tão gentilmente. Até o lanche da noite fizemos juntos.

Até a próxima!

Marcos Guazzelli

Julho de 2018





Comentários

Enviar comentario

De: WAGNER - Brinqtoys
Valdemir foi um dos primeiros clientes ... as caixas ainda estao intactas rsss mas não sabia que a coleção dele era tao completa. talvez se desfazer de itens repetidos ou de escala divergente mas manter integro o nucleo da coleção ... essa sugestão inibe futuras frustrações que ocorre com todos aqueles que se desfazem por completo de suas aquisições Abraço a todos !!!


De: José A. Leme
Que bom saber que ainda existem colecionadores mesmo que no anonimato, sinal que muitos mais existem por aí. Mais uma grande matéria, Marcos.


De: TADEU TUFIE MAHFUD
Fabulosa história de colecionador. Realmente existe muita gente no anomimato por segurança. Como Guazelli comentou, diferentemente dos colecionadores de autos antigos que adoram sair em dia de sol para mostrar sua relíquias (já fui um destes!) o colecionador de FA ou outros brinquedos antigos sente ciúme incondicional e medo de quebrar suas relíquias. Eu mesmo já quebrei peças nas minhas mãos e olha que cuido muito. Então imagina levar nossas relíquias para encontros e expor, não tem condições. rsr...A matéria mostra que existe tempo para tudo...colecionar, esperar pra conseguir a coisa certa ou que falta, voltar a colecionar. Tem tempo pra tudo e tudo no seu tempo. Abraços.


De: Valdemir
Olá amigos colecionadores. Eu e a minha família queremos agradecer ao Marcos e sua esposa pela visita e também pela matéria publicada neste site sobre minha humilde coleção. Gostaria de dizer também que além das lembranças e conhecimentos adquiridos estamos fazendo novas amizades. Muito obrigado. Ps: ainda não tive coragem de me desfazer da coleção.


De: Tadeu Buono
Coleção maravilhosa ! É gostoso saber que os colecionadores são muitos , mas beiram as mesmas datas de nascimentos ! Hoje em dia , não existem mais colecionadores de forte apache como nós ! Quem sabe , quem sabe mesmo , quando a Gulliver resolver lançar , ou melhor dizendo , relançar os clássicos antigos , alguns jovens se interessem e comecem a ser colecionadores como nossa geração ! Parabéns Marcos Guazzelli por mais uma matéria sensacional !!!


De: Alberto Cruz
Belíssima matéria Marcos. É lindo de ver uma coleção assim, podemos ver que são anos de dedicação e espero que o Valdemir não desfaça de algo que ele tem e que manteve com muito carinho. Um grande abraço a todos.


De: RAUL AGUIAR
Mais uma matéria legal demais!!!!


De: -l- Carlos Mariano -l-
Very 👍 Good


De: Roberto Vasco
Boa matéria Guazzelli, como sempre! Não compro nada da OLX, não confio nesse site, creio que o colega conseguiria melhores ofertas no mercado livre e melhor visibilidade. Marcos Guazzelli, o Indiana Jones , do Fort Apache no Brasil, muito obrigado por mais uma matéria.


De: Ronaldo Ognibene
Excelente, Guazzelli !!! Mais um tesouro revelado !!!