DIVERSOS - OUTUBRO DE 2014



1. Forte Apache no interior de São Paulo

O colecionador Ronaldo Ognibene enviou imagens de um Forte Apache que encontrou na Estância Hidromineral de Águas de Lindóia, em São Paulo. Segundo ele, no local são alugados cavalos. Eu gostei. Seguem imagens:

O Ronaldo também é artesão, e enviou imagens do Gem Sallon (de Deadwood) que criou. E decorou com figuras Del Prado:

Por fim, para guardar a coleção o Ronaldo cria e decora caixas em MDF:

2. Coleção do Kael

O colecionador Kael enviou imagens de sua coleção. Do saloon estão saindo o bom, o mau e o feio:

3. Miniaturismo

Existe um hobby chamado miniaturismo. Pelo que entendi, consiste em fazer miniaturas na escala 1:12, mas não miniaturas quaisquer, e sim réplicas perfeitas de situações que poderiam ser reais. O Ivo Kohek, de Porto Alegre, é miniaturista e criou um saloon perfeito. Seguem imagens:

Mais imagens de seu fantástico trabalho podem ser encontradas aqui:

https://www.flickr.com/photos/ikohek/

4. Figuras Espanholas

O Pere, comerciante de brinquedos antigos de Barcelona, está com nova loja virtual. Segue o link:

http://www.figuramas.com

5. Diligências

O colecionador Marcos Faria reuniu imagens da internet e montou um resumo de diligências Casablanca X diligências Viocena. Segue:

6. Gunsmoke 1ª série

Surgiu recentemente no mercado, para venda, um exemplar bem conservado do Gunsmoke 1ª série. Para nós, que não temos bala na agulha para pagar o valor do conjunto, serve pelo menos como oportunidade de ter uma boa imagem para referências futuras. Segue:

7. História

O Marcelo Roika, de Curitiba, enviou a história de um conhecido seu, Azis Elias. Bem interessante:

"Muita gente diz que algumas lembranças de criança nos acompanham para a vida toda, acho que é verdade. Descobri que como eu, muitos homens feitos hoje ainda têm dentro de sí o menino que foram um dia, o menino que passava horas brincando com seu Forte Apache, encenado batalhas entre índios e soldados da sétima cavalaria, brincadeira séria, que exigia de nós concentração e imaginação, exigia também o dom da sonorizaçao, pois era impossível brincar sem imitar o som dos tiros, do relinchar dos cavalos, do grito de guerra Sioux e do toque de atacar da corneta. Ah, o tempo passava voando. Tive o privilégio de morar na cidade onde ficava da fábrica da Gulliver, em São Caetano do Sul, e uma das lembranças que sempre irei lembrar, se o Alzhimer não chegar, é do horário de ir para a escola, o antigo pré-primário, sei lá como chamam hoje, no Jardim de Infância Orlando Moreto. Acontece que para chegar lá era preciso passar pela calçada da fábrica da Gulliver, e eu não sei o porque, mas os funcionários às vezes jogavam pelas janelas soldadinhos e índios que apresentavam algum defeito. Quando eu dava sorte, encontrava um. Meus Deus, era um sonho, uma alegria sem fim. Era tão pouco, mas para mim era tudo. Eu já tinha meu Forte Apache, mas aquele quebradinho encontrado na calçada...não tinha preço. Hoje não existe mais a fábrica, e eu não moro mais em São Caetano, mas ainda tenho uma tia que mora lá, e quando vou visita-la, ainda passo pela mesma calçada, e nessa hora o homem que sou dá uma boa espiada no chão, quem sabe né..."

8. Estação

O colecionador Cassiano Olegário enviou imagens da estação artesanal quer fez. Seguem:

Encerrando ... no momento em que encerro este breve texto, a televisão apresenta o resultado da mais recente pesquisa eleitoral. A apresentadora apresenta de forma bem pausada e didática, como uma professora primária, e a impressão que fico é de que estou sendo “educado” a votar na candidatura que lidera a pesquisa, a qual também parece ser a preferida da emissora. Estou bem pessimista. Espero que ainda exista Brasil em 2015 para podermos continuar contando histórias aqui no site. Mas, como disse um conhecido meu, os venezuelanos nunca imaginaram que seriam a próxima Cuba, os argentinos nunca imaginaram que seriam a próxima Venezuela, e os brasileiros...

Até a próxima!

Marcos Guazzelli

Outubro de 2014





Comentários

Enviar comentario

De: ENEAS ALVES DE CASTRO
QUE HISTÓRIA TOCANTE. TENHO CERTEZA QUE A SUA, AMIGO COLECIONADOR, É FIFERENTE MÁS TEM CARACTERISTICAS IDENTICAS, QUE TAL CONTÁ-LA


De: David Orling
Ola Marcos! Qual o email do Ronaldo Ognibene? Obrigado!


De: David Orling
Parabéns caro Guazzelli! Preciso conversar contigo sobre o programa de Colecionismo que comecei a fazer! Meu email é davidoling@hotmail.com. Aguardo,


De: alves_dasilva21@yahoo.com
Ótimas imagens e belos textos.Parabéns a todos.


De: Ivo Kohek Jr.
Agradeço ao Marcos Guazzelli por postar meu "Saloon". É uma honra para mim ter este meu trabalho exposto neste fantástico site que nos leva aos nossos anos dourados quando brincávamos de bang-bang. Brincávamos com armas e nem por isso hoje somos bandidos. Revendo todos aqueles seriados e filmes, com a cabeça e visão de hoje, não posso deixar de observar como eram estórias cheias de moral, onde o bem sempre vencia o mal. Parabéns ao site. Agradeço aos comentários do Roberto Vasco e Luiz P. Pizzutti. Abraços.


De: WAGNER / Brinqtoys
O Forte Apache de Aguas de Lindoia esta sendo construído pelo repasse feito pelo Estado que custará R$ 500 mil e deverá ser local de aluguel de cavalos e charretes para passeios turísticos. Pelas fotos tiradas achei bem legal ... num próximo FDS vou dar uma conferida. Abração para todos !!!


De: Luiz Paulo Pizzutti - SP (Arsenal 51)
Agradeço a Deus, por existirem pessoas como o Ognibene, o Kael, o Ivo Kohek, o Marcos Faria, o Roika, o Cassiano Olegário e outros que ainda dedicam tempo ao tema das miniaturas e brinquedos de faroeste, pelos leitores e principalmente pelo Guazzelli que mantém este canal aberto, todos colecionadores tão caprichosos, com uma infância certamente maravilhosa e que não deixam esta arte e hobby cair no esquecimento. Pena estarmos num país de dimensões continentais onde as grandes distâncias nos separam, pois seria delicioso podermos nos reunir semanalmente para bater papo, trocar idéias, curtir as aquisições de cada um, etc.. Por essa razão mantenho há 4 anos um espaço para reunir colecionadores, mas estamos muito espalhados. Enfim porém, neste espaço virtual concedido pelo Guazzelli, conseguimos manter contato, o que já é ótimo. Abraços e parabéns a todos que se mantém ativos nesta paixão.


De: Luiz Paulo Pizzutti - SP (Arsenal 51)
Agradeço a Deus, por existirem pessoas como o Ognibene, o Kael, o Ivo Kohek, o Marcos Faria, o Roika, o Cassiano Olegário e outros que ainda dedicam tempo ao tema das miniaturas e brinquedos de faroeste, pelos leitores e principalmente pelo Guazzelli que mantém este canal aberto, todos colecionadores tão caprichosos, com uma infância certamente maravilhosa e que não deixam esta arte e hobby cair no esquecimento. Pena estarmos num país de dimensões continentais onde as grandes distâncias nos separam, pois seria delicioso podermos nos reunir semanalmente para bater papo, trocar idéias, curtir as aquisições de cada um, etc.. Por essa razão mantenho há 4 anos um espaço para reunir colecionadores, mas estamos muito espalhados. Enfim porém, neste espaço virtual concedido pelo Guazzelli, conseguimos manter contato, o que já é ótimo. Abraços e parabéns a todos que se mantém ativos nesta paixão.


De: Ernani Bernardo
É sempre uma satisfação este site atualizado. Qd não, uma agradável "repaginada" em seus artigos, matérias e fotos.... Maravilha. Parabéns, seu trabalho é admirável.


De: Tadeu Tufie Mahfud (TedDbest)
Adoro tbm as atualizações, fico como criança pequena esperando. O que mais gostei, além de ver a foto da Gunsmoke que tive na infância e se perdeu no tempo, a história do Aziz Elias me deixou bem emocionado, pois me volta pra um tempo maravilhoso, assim como me deixou feliz por me recordar que fiz parte de um tempo assim..obrigado pelas histórias Guazelli. Abs.


De: Alê Nunes (Galeria dos Brinquedos)
Grande, Guazzelli. Sempre fico muito contente quando vejo seu site atualizado. Ótimo material. Grande abraço!


De: Roberto Vasco
Marcos, aqui em São Paulo, mais precisamente São Bernardo do Campo, existia a cidade da criança (não sei se ainda existe) ficava atrás dos antigos estudios da Vera Cruz (mazzaropi), ali existia um forte apache como este que o colega exibiu as fotos, maravilhoso, imagine uma criança em 1973 entrar neste local, tinha até medo de levar uma flechada.Vou passar no local e verificar se ainda existe, caso positivo , te envio as fotos.Parabéns ao amigo Ivo pelo excelente trabalho, digno de cinema e a todos admiradores do tema.


De: Marcos Faria
Maravilhosos relatos, Marcos e Marcelo Royka, favor gostaria de obter email do Sr. Aziz Elias.