DIVERSOS - NOVEMBRO 2013



1.Playmobil

Sei que a maioria dos colecionadores tradicionais de brinquedos de faroeste não gosta de Playmobil. Mas alguns gostam, eu entre eles. Como já escrevi diversas vezes, sou fascinado pela riqueza de detalhes dos brinquedos Playmobil. Coleciono esses brinquedos desde 1977, quando chegaram ao Brasil trazidos pela Trol. Meu coração é grande ... há espaço nele para os tradicionais Casablanca/Gulliver, para Playmobil e, mais recentemente, para as figuras de chumbo.

Mas há uma vantagem no caso do Playmobil - está nas lojas de brinquedo, enquanto os tradicionais Casablanca/Gulliver são cada vez mais raros e caros.

A maioria dos meus itens de Playmobil ainda está nas caixas, por falta de espaço, mas recentemente consegui montar alguns e tirei umas fotos:







2.Caravana 1986

Uma das consequências de estar com este site há mais de 8 anos no ar é que a gente vai se repetindo em algumas histórias. Mas relembrar é bom ... num dia de 1986 eu andava pelo centro de Porto Alegre e resolvi dar uma olhada na seção de brinquedos da Mesbla (tenho mania de ficar visitando loja de brinquedos). Ao chegar lá me deparei com toda uma linha nova de brinquedos de faroeste da Gulliver. Depois de 5 anos de pasmaceira, a linha se renovava – voltavam as figuras pintadas, voltava o Acampamento Apache e a Caravana, os fortes (grande e pequeno) ganhavam novos modelos, e havia uma novidade – o trem Texas Express. Tudo em caixas lindamente decoradas pelo Nelson Reis. Naquele dia só tinha dinheiro para comprar um forte grande (que está comigo até hoje). Ao longo dos anos fui comprando o trem, o Acampamento Apache, o forte pequeno. Mas nunca consegui comprar a Caravana daquela série.

Pois bem, eis que agora em outubro um amigo (não pedi autorização para divulgar seu nome) me presenteou com uma Caravana 1986 na caixa original. Gostei muito de receber este brinquedo que eu desejava há 27 anos, e com ela completei a minha série 86 (que ficou em linha até 1989). Seguem imagens:





Obrigado amigo!

3.Visitas

Os últimos dias foram agitados aqui em casa, recebi três visitas. A primeira foido Marcelo Roika, um Curitibano que está se tornando forte no comércio de brinquedos antigos:



A segunda visita foi do carioca Marcos Faria que, junto com sua filha Amanda, veio passar um fim de semana comigo:

O Marcos Faria aproveitou a visita para realizar uma pequena restauração no mastro do meu barco viking Casablanca. Ficou como novo.

Por fim, recebi a visita do colecionador Catarinense (atualmente residindo no Rio Grande do Sul) Fabio Deschamps:



Obrigado pelas visitas, foram todas muito agradáveis.

4.Tarzan

O colecionador Richard Kyaw enviou imagens de um belo set de Tarzan da Dulcop:




5.Andrea Miniatures

Imagens dos sets Custer em Gettysburg e Os Índios, da Andrea Miniatures:



6.Trabalhos artesanais

O colecionador Carlos Mariano criou uma caixa de madeira para guardar suas figuras, e vários modelos de camisetas com motivos do Forte Apache:





O João Carlos de Souza Ornellas é fã de faroeste e encomendou ao artesão Sérgio (da cidade de Taubaté) uma cidade do oeste com várias casas:



E este é o Forte Sahara, criado pelo colecionador Cassiano Olegário:



7.Acampamento Apache

O colecionador Alberto Fernandes, de São Paulo, enviou imagens de itens da sua coleção, que servem para demonstrar bem as diferenças entre duas fases do Acampamento Apache, a fase produzida entre 1975 e 1977, e a fase produzida entre 1978 e 1979.

Na primeira as cabanas, em número de 5, eram escuras, e todas na mesma cor. Na segunda as cabanas, em número de 4, eram coloridas e com engates para fixar na base:




Totem – o modelo em ambas as séries foi o mesmo, com a diferença que o da segunda série possuía os engates para fixar na base:



8.Forte com defeito

No universo da filatelia os selos que mais valem são os que saíram com algum defeito. Pois bem, no universo do Forte Apache o colecionador Gilmar Rede conseguiu um modelo com defeito. Trate-se de um Forte Apache pequeno ano 1979, da última série, feita com base verde. No seu forte a coluna do lado direito do pórtico veio invertida, ou seja, com a parte ondulada da madeira virada para dentro. Segue imagem:




Ufa...

Até a próxima,

Marcos Guazzelli

Novembro de 2013





Comentários

Enviar comentario

De: Tadeu Mahfud
Parabéns Guazelli por mais estas informações...eu gosto de playmobil, tbm brinquei muito no final dos 70's e inicio 80's. A hora que eu achar um fort Union inteiro e não muito caro irei pegar pra minha coleção. Comungo do que vc falou, peças GLV e CSBL estão cada vez mais dificeis de se achar e muito caras.


De: Carlos Alberto ZEROCAL
Excelentes aquisições, Parabéns! Se me permite uma breve correção: a data "oficial" de lançamento do Playmobil no Brasil é outubro de 1976. Também compartilho essa paixão pelos bonecos, sobretudo da coleção Western. Um bom resumo da história da TROL e do PLAYMOBIL vc encontra em: http://playvender.blogspot.com.br/2013/10/historia-da-trol.html abs!


De: Carlos Mariano
Obrigado Cassiano! Eu até enviei um e-mail com as imagens das camisetas para a Gulliver e avisei que nós já vestimos a "camisa" do Forte Apache. Estaríamos dispostos a tudo para a empresa não fechar de vez...Eles deveriam agradecer e muito a iniciativa do Nosthalgia, Brinquedos de Faroeste e outros Blogs do gênero!


De: cassiano olegario
muito bacana a idéia da camiseta, só faltava a gulliver promover um encontro entre os colecionadores de forte apache e a gente poderia ir uniformizado!!!!


De: Cleso Brito
Muito legal Marcos seus sets de Playmobil. As figuras da Andrea Miniatures são demais. Parabéns!