DIVERSOS - JULHO 2013



1.Pé no freio

Amigos,

Oito anos atrás eu me propus a registrar a história dos brinquedos de faroeste no Brasil. Ninguém me pediu para fazer isto. Fiz porque quis.

Acredito que cumpri a missão que me autoimpus. Nestes anos todos publiquei centenas de textos em atualizações periódicas e, também, publiquei diversos materiais enviados por leitores. Este site possui um acervo de informações e imagens que, creio, ficará para a posteridade, permitindo que a história desses brinquedos no Brasil sobreviva a nós.

No entanto, aqueles que acompanham o site rotineiramente já perceberam um certo cansaço no tom de alguns dos meus textos mais recentes. E é verdade. A produção permanente de material ao longo de oito anos (a serem completados em agosto) cansa. Além disso, como já manifestei diversas vezes, minha intenção com este site era criar uma espécie de comunidade de interessados em brinquedos de faroeste e sua história para troca de informações. Mas isto não aconteceu, a participação dos leitores, apesar de importante, ainda é pequena.

Preparar pautas e material para a atualização periódica toma tempo e dá trabalho. Quem tem site sabe do que estou falando. E além de manter o site temos todas as demais atividades da nossa vida, que seguem normais e egoístas, sem desejarem deixar um tempo livre para o hobby...

Neste contexto de cansaço e de sentimento de missão cumprida, resolvi colocar o pé no freio e suspender a rotina de atualizações periódicas do site. A partir de agora, sem compromisso com prazos, publicarei atualizações somente quando entender que tenho algo interessante para contar.

Os materiais enviados pelos leitores seguem sendo muito bem vindos, e serão sempre publicados.

2.Fim de semana em São Paulo

Passamos o fim de semana de 27 e 28 de julho em São Paulo.

Na manhã de sábado fomos visitar a tradicional feira de antiguidades da Benedito Calixto. Feira é como loteria, é preciso ir muitas vezes para, de vez em quando, encontrar alguma coisa interessante. Nesta oportunidade não havia nada interessante no seguimento de brinquedos de faroeste. Comprei apenas um álbum de figurinhas Disney Profissões, de 1978. Seguem algumas imagens:









Nesta quase não dá para ver, mas há figuras de índios e de soldados alemães da Britains na ponta direita da prateleira:



Na tarde de sábado fomos até o Shopping Vitrine Iguatemy (Faria Lima, 1827). Lá fica a loja Arsenal 51, do colecionador Luiz Paulo.





Lá todo o sábado à tarde se reúne um grupo de colecionadores de brinquedos para um bate papo muito agradável. Passei algumas ótimas horas na companhia deles. Quando tiramos as fotos alguns já tinham ido embora:





Recomendo aos colecionadores que moram em São Paulo que prestigiem este encontro semanal.

No domingo fomos até à Mooca, de tantas histórias relacionadas aos brinquedos de faroeste. Quando visitei a Mooca na companhia do Sr. X, alguns anos atrás, ele afirmou que sabia que o tradicional endereço da Casablanca na Madre de Deus havia sido o segundo endereço da empresa, que o primeiro endereço era em uma casa, mas que ele não lembrava qual casa.

Pois bem, mais recentemente ficamos sabendo que nem a Casablanca foi a primeira empresa. Antes dela, em 1964 e 1965, o Forte Apache foi produzido pela Ortega & Lavin, empresa que deixou de existir por razões desconhecidas. E como bem lembrava o Sr.X, ela possuía um endereço diferente. E o misterioso endereço era Rua do Oratório, 2.447. Fui até lá, seguem imagens:





O primeiro lugar do Brasil onde o Forte Apache foi fabricado é onde estão as portas pintadas com uma moto e um carro (atualmente é uma autoescola). O local fica a cerca de 1.500 metros do cruzamento do Oratório com a Visconde de Inhomerin, onde residia a família Lavin no tempo das vacas magras. Como o local é pequeno, e não possui porta lateral, imagino que eles trabalhavam com as portas levantadas, de forma que quem passasse pela rua e olhasse para dentro poderia até ver os fortes sendo fabricados.

Na sequência, uma visita triste, fomos até o prédio recentemente incendiado da Casablanca. O incêndio não destruiu o prédio todo, a parte externa ainda está de pé, mas creio que o seu destino seja a demolição. Se algum incorporador construir um prédio lá, poderia ao menos chamá-lo de Edifício Casablanca, mas quem conhece a história? Seguem imagens:









Finalizamos nosso passeio em frente ao prédio que serviu de primeira residência para a família Lavin no Brasil:

3.Carroça artesanal

O colecionador Cassiano Olegário, do Rio Grande do Sul criou uma carroça artesanal. A caçamba é de madeira, e todo o restante é de resina. Ficou muito boa:



Seu e mail é
olegariodacosta@bol.com.br

4.Informações do Raul

O Raul Aguiar, grande colecionador de Belo Horizonte, e feliz torcedor do Atlético Mineiro, nos enviou a imagem abaixo. Seria uma espécie de Mini Zoológico da Gulliver. Eu nunca havia visto. Segue imagem da caixa:



Outra informação que o Raul enviou é que algumas das figuras especiais da Gulliver vinham em caixas de vacum form, com visor na frente, com as figuras encaixadas, e na parte de trás da caixa vinham cactos, pedras e outras coisas para serem recordadas e comporem cenários. Eu nunca vi uma assim.

5. Música

O Carlos Mariano enviou link de boa música, para fugirmos um pouco dos pancadões, tigrões e cachorras ... segue:

http://continentalcombo.bandcamp.com/album/faroeste-blues-single

“Faroeste Blues”, novo single em free download

O Carlos também enviou imagens de pinturas recentes que realizou em figuras monocromáticas. Seguem:





Seu e mail é:
cjmariano@yahoo.com

6.Diorama

O Rogério Alves da Silva enviou imagens de seu belo diorama de faroeste. Seguem:









Seu e mail é:
alves_dasilva21@yahoo.com

7.Milagres acontecem

Um velho amigo do colecionador Sylvio Maia (de Natal) o encontrou pelo Facebook. Não se falavam havia 30 anos. Coversa vai, conversa vem, o amigo disse – tenho observado no seu Facebook que você gosta de brinquedos de faroeste, acho que ainda tem alguma coisa na casa da minha mãe, vou procurar. Um tempo depois o amigo entrou em contato novamente para comunicar que havia encontrado os brinquedos, e os estava mandando de presente para ele. Bem, os brinquedos encontrados pelo amigo eram simplesmente um Virgínia City e uma Fazenda Ponderosa...

Quando os brinquedos chegaram em Natal o Sylvio observou algumas coisas interessantes:

A primeira delas é que nas duas bases do Virgínia City (à direita na imagem abaixo) vinham as marcações dos locais onde deviam ser colocados os três edifícios. As marcações aparecem como uma espécie de manchas:



O Sylvio também comparou a sua nova Fazenda Ponderosa com uma que aparece no site do Fernando Camargo e constatou que ambas possuem um número diferente de mourões. Além disso, a pintura de uma (mais grotesca) é feita na parte mais porosa do Eucatex, ao passo que a outra, com mais qualidade, é feita na parte lisa. Seguem as imagens:



8.Troca de chapéus

O colecionador José gosta de substituir os quepes das figuras Gulliver/Atlantic por chapéus, e pintar as figuras monocromáticas. Segue imagem:



Seu e mail é:
webvirtualspace1@gmail.com

9.Mais uma do Carlos Mariano

O Carlos Mariano me enviou o interessante texto que vai abaixo:

Comansi, uma resistência brava e heroica.

Entre todas as fabricantes de brinquedos espanhóis, que produziam brinquedos de faroeste nos anos 60/70, as sempre mencionadas aqui no site em outras matérias: Reamsa, Jecsan, B.U.M., Pech Hermanos, etc., a Comansi foi a única, assim como a nossa representante brasileira Gulliver, a resistir brava e heroicamente ao tempo, aos brinquedos com outras temáticas, ao vídeo game, aos produtos de baixa qualidade produzidos em países estrangeiros, e continuar produzindo brinquedos com o tema do velho oeste norte americano.

São fortes bem feitos e muito bem acabados. Com figuras de cowboys, soldados, índios, carroças, totens, cactus, tendas e outros acessórios, com cores vibrantes e ricamente detalhadas. (Como vocês podem observar nas imagens).







Infelizmente a linha de Faroeste já não é encontrada normalmente nas lojas ‘El Corte Ingles’, como mencionado no artigo "Olé Espanha!". Através de informações dos funcionários desta loja de departamento ficamos sabendo que os itens de faroeste da Comansi só estão sendo expostos na época do Natal. Uma notícia triste para quem gostaria de ver seus filhos brincando o ano todo com estes brinquedos preciosos.

O ‘Fort Federal’, que parecia ser o carro chefe da empresa de brinquedos, ao que tudo indica, teve sua descontinuidade de produção. Mas a boa notícia é que foram substituídos pelos ‘Fort Rattlesnake’, ‘Fuerte Comansi’ e os ‘packs’ com figuras de cowboys, índios e soldados.
Encontrados na loja Bazar Horta, na Calle Conde de Peñalver, 25 em Madri – Espanha (imagens da vitrine da mesma).











As figuras antigas da Comansi e de outras fábricas espanholas, aquelas que são parecidas com as figuras da saudosa Casablanca e da antiga Gulliver, podem ser encontradas na loja ‘Casa Los Chicos Juguetes’, Calle Adressadors, 8 em Valência – Espanha. Porém não foram encontrados os novos produtos da Comansi. É triste ver a placa na vitrine com a descrição: ‘Se Traspasa’ (Passa o Ponto), pois uma senhora muito simpática que faz o atendimento adora dar brindes para quem compra figuras de faroeste.



Uma loja imperdível para quem gosta de brinquedos de faroeste é a ‘El Infante’, Calle de Alcántara, 35 em Madri – Espanha. Apesar de não oferecerem os novos produtos de faroeste da Comansi, é possível encontrar tanto as figuras antigas desta mesma empresa, quanto as de outras fabricantes espanholas. Mas estas figuras antigas representam apenas cerca de 10% dos produtos oferecidos e são quase tão caras quanto as vendidas no Brasil. O lado bom disso é que estas figuras são as originais, das quais foram copiadas pelos fabricantes brasileiros e argentinos. E também são extremamente detalhadas se comparadas com as suas “irmãs” sulamericanas.

A loja tem tudo que se possa imaginar de soldados e miniaturas. Um verdadeiro paraíso para os amantes do colecionismo. Toda a linha da ‘King & Country’, ‘Black Hawk’ e todas as outras.

É nítida a preferência dos colecionadores europeus por figuras em metal. Seria esta uma nova tendência para os colecionadores do Brasil?  

















(Agradecimento especial a minha esposa, pois sem a mesma este texto e imagens não teriam sido possíveis).

10.Chambourcy

O colecionador Jean Carlos Covezzi enviou imagem de um conjunto que vinha de brinde no iogurte Chambourcy nos anos 80. Segue:

Ufa. Era o que eu tinha para falar dessa vez. Espero não ter esquecido nada.
Até a próxima,

Marcos Guazzelli
Julho de 2013





Comentários

Enviar comentario

De: Zerocal
Guazzelli, desejo-lhe força pra continuar alimentando sempre este site com notícias, fotos e curiosidades -- ele já se tornou um ícone da blogosfera nacional! Quanto ao novo "Forte Apache" Playmobil, ele foi eleito recentemente um dos 15 brinquedos preferidos da criançada. Postei a notícia no meu BLOG: http://playvender.blogspot.com.br/2013/09/sempre-no-topo.html#comment-form


De: Javo
Fantástico. Obrigado por tudo Marcos.


De: Fábio Deschamps
Marcos, entendo seu cansaço, e espero que sem a pressão de atualizações periódicas você de vez em quando se empolgue e escreva prá gente. Uma sugestão para um próximo artigo: as figuras da Casablanca com personagens famosos do velho oeste, como Cochise, Bat Masterson, Touro Sentado, acho que só mesmo você conseguiria listar todos os personagens. Está lançado o "desafio", hehe... E mais uma coisa: se a Gulliver nunca mais lançar as figuras clássicas, que povoam os nossos sonhos, vale lembrar que já estão à venda no Brasil as impressoras 3D (http://www.techtudo.com.br/noticias/noticia/2013/08/impressora-3d-ja-e-vendida-em-lojas-brasileiras-mas-com-preco-salgado.html). Quem sabe num futuro breve você não vai estar escaneando os moldes das suas figuras, e vendendo pros colecionadores poderem imprimir na sua própria casa, mantendo assim o site e perpetuando a memória? São só idéias... Abraço a todos e em especial prá você Marcos, o abnegado!


De: Alves_dasilva21@yahoo.com.br
Olá Marcos e esposa,muito bom este artigo,desejo que voçês continuem a publicar estas maravilhosas informações.Depois de muita busca eu a uns quatro anos atrás encontrei este site,o qual através dele conheci grandes colecionadores.A todos que enviam aqui os seus trabalhos ou publicações um abraço,não deixem que este site acabe.


De: Roberto Filho
Infelizmente, parece que o tema Western está chegando ao fim, não só no Brasil, como no mundo... Vejo que a Gulliver não tem mais vontade de seguir com o tema, o que realmente aparenta é que ainda frabricam apenas por sua história no Brasil. Se depender de mim, O faroeste nunca será esquecido, tenho 14 anos e sei a história de tudo da Casablanca e da Gulliver graças ao site do Marcos Guazzelli, meu pai coleciona, o acompanho no hobbie. Desde quando nasci tenho meu forte apache (Gulliver anos 90, ano de fabricação do mesmo 1998, em que nasci) e sempre gostei de brincar, lembro quando montava cenários e mostrava ao meu pai, sempre gostamos muito de Forte Apache, ele só conseguiu adquirir novamente as figuras que tinha na infância, quando eu comecei a colecionar Power Rangers, comprando via ML, e ele viu que poderia confiar no site e decidiu comprar seu primeiro lote, em 2011, desde então, sempre, sempre, ele compra, montamos nosso cenário e tiramos várias fotos, tenho muitas salvas no meu computador. Bom, se depender de mim, o Forte Apache sempre existirá, mas infelizmente os videos game "estragam" com a imaginação das crianças, que não precisam criar histórias para passarem seu tempo, Grande Abraço a todos os colecionadores!


De: Roberto Filho
Infelizmente, parece que o tema Western está chegando ao fim, não só no Brasil, como no mundo... Vejo que a Gulliver não tem mais vontade de seguir com o tema, o que realmente aparenta é que ainda frabricam apenas por sua história no Brasil. Se depender de mim, O faroeste nunca será esquecido, tenho 14 anos e sei a história de tudo da Casablanca e da Gulliver graças ao site do Marcos Guazzelli, meu pai coleciona, o acompanho no hobbie. Desde quando nasci tenho meu forte apache (Gulliver anos 90, ano de fabricação do mesmo 1998, em que nasci) e sempre gostei de brincar, lembro quando montava cenários e mostrava ao meu pai, sempre gostamos muito de Forte Apache, ele só conseguiu adquirir novamente as figuras que tinha na infância, quando eu comecei a colecionar Power Rangers, comprando via ML, e ele viu que poderia confiar no site e decidiu comprar seu primeiro lote, em 2011, desde então, sempre, sempre, ele compra, montamos nosso cenário e tiramos várias fotos, tenho muitas salvas no meu computador. Bom, se depender de mim, o Forte Apache sempre existirá, mas infelizmente os videos game "estragam" com a imaginação das crianças, que não precisam criar histórias para passarem seu tempo, Grande Abraço a todos os colecionadores!


De: Luiz Paulo P Pizzutti
Caro Guazelli, foi um prazer inolvidável sua visita a nosso pequeno recanto aqui em São Paulo.Eu, em especial, e meus amigos, todos fãs de carteirinha deste site, como vc pôde constatar, ficamos muito contentes em receber sua visita e de sua esposa e desfrutar momentos prazeirosos.Fazemos votos de um repeteco breve e sempre que possível, e quiçá inclusive com mais colecionadores numa reunião especialmente voltada para o tema que tanto curtimos: Brinquedos de faroeste. Até breve amigo !


De: Tadeu Mahfud
É amigo Guazelli (acho que posso lhe considerar amigo) afinal já fui algumas vezes na sua casa e você já veio na minha. Este site foi uma biblia para mim desde quando conheci ele. Aprendi muito aqui e com colecionadores que conheci creio também graças a este site. O site despertou em mim um gosto já perdido no tempo, eu queria colecionar carrinhos e não FA e de repente! Bum! comecei a colecionar correr atrás, me deleitar escutando histórias. É triste saber que ninguém mais lhe convidou para fazer alguma matéria com as coleções, talvez por medo de passar vergonha, timidez, sei lá! Eu entendo o teu lado e acho nobre vc já ter iniciado tudo. Mas fico triste pq mês a mês eu abro teu site na busca de um novo artigo, novas informações. Obrigado por tudo.


De: TassiloCampos
manter um site não é facil,parabéns pelas matérias, ao colecionadores informo que estamos com um grupo sobre forte apache no facebook que ja conta com quase 100 colecionadores, la conversamos muito sobre o tema e ainda publicamos fotos muito interessantes segue o link https://www.facebook.com/groups/611618175539344/


De: Carlos Mariano
Completou exatamente um ano que conheci o site. Mas comecei assistir aos filmes de faroeste na adolescência e gosto deste gênero até hoje. Então a quantidade de informação disponível aqui é algo indescritível! Espero que permaneça por muito tempo...


De: Sylvio Maia
Estou triste...mas entendo o amigo! Grande Guazzelli! A foto usada na comparação das Ponderosas, é do nosso amigo Rodney. Mas não tem problema, é a mesma que eu tenho. Ou seja, não muda nada no sentido da informação desse site. A diferente e mais definida é a do Fernando Camargo. Só fica o registro para o crédito da foto, para o Rodney. Lá em cima, onde estão as bases do Virgínia City e Ponderosa, essa sim, pertence a mim. Como todos podem ver, se trata da mesma base. Abraço a todos. Ótimo artigo Guazzelli!


De: Raul Aguiar
HEHEHEHEHE,FELIZ PELO MEU GALO CAMPEÃO,GUAZZELLI!R TRISTE PORVC NÃO TER CONSEGUIDO SEU OBJETIVO COM ESTE MARAVILHOSO SITE.MAS VOU TE MANDAR UNS ARTIGOS MEUS INCLUINDO AQUELE SOBRE AS FIGURAS ESPECIAIS,MAIS DETALHADO TALVEZ ALGUÉM SE LEMBRE.PORQUE EU TENHO CERTEZA.ASSIM QUE QUISER PUBLICAR,SERÁ LEGAL!


De: Marcos Faria /Angra
Marcos pode identificar os colecionadores da foto? O importante é a continuidade do site e deixar um pouco para que todos colabororem mais. Bom descanso aguardamos atualizações seja lá quando vierem muito obrigado por tudo.


De: Marcos Guazzelli
Encerrei o texto esperando não ter esquecido de nada, mas esqueci. Já me lembrei que deixei de falar sobre a nova linha Playmobil Western, que está nas lojas. Também das lojas esqueci de falar sobre o Lego Lone Ranger, e os DVDs das séries Laredo e James West.


De: Cleso Brito
Marcos, eu entendo como é difícil manter atualizações periódicas para este site, principalmente sem muita ajuda de outros colecionadores. O importante mesmo é manter o site. Qualquer atualização esporádica será sempre muito bem-vinda. Abraço