EDIÇÃO EXTRA - ABRIN



Estive na 29ª ABRIN, Feira Brasileira de Brinquedos, que aconteceu entre 9 e 12 de abril no Expo Center Norte, em São Paulo. A feira contou com cerca de 180 expositores e já é a 3ª maior do mundo nesse setor. Foram lançadas nada menos que 1600 novidades na feira, a maioria delas para as meninas, pois segundo a ABRINQ (Associação dos Fabricantes de Brinquedos) os meninos estão parando de brincar antes delas. Me lembro que brinquei de Forte Apache e Playmobil até meus 12, 13 anos. Meu filho está com 12 e já não brinca mais com eles há quase dois anos. É só videogame...

A Estrela está comemorando 75 anos, e havia um museu de brinquedos da marca instalado pela empresa numa praça onde se podia matar a saudade de Falcon, Susi, Stratos, Carrinhos Bate-e-volta, Comandos, etc...

 

 

Por falar em Comandos em Ação, a linha, que era importada da China, saiu do catálogo da Estrela.

Com relação a brinquedos de Faroeste, havia algumas boas novidades. No estande da DTC, que distribui brinquedos Made in China, havia uma linha “Heróis d’Oeste”, com figuras articuladas (que já vi nas Lojas Americanas, em blisters de figuras individuais), com conjuntos contendo tendas, figuras montadas, etc., em escala bem maior que os da Gulliver, com preços sugeridos entre R$39,00 e R$79,00.

 

 

Na importadora Sunny, que está trazendo a linha da Playmobil, encontrei boas novidades. No catálogo de 2012 há uma linha Western, que não havia no catálogo de 2011, com vários itens de faroeste. Na feira havia 2 caixas, uma com Diligência (preço sugerido ao consumidor de R$129,00) e outra com uma maleta que se abre e transforma em um Banco e Escritório do Xerife (com preço sugerido de R$189,00), além de figuras individuais em caixinhas, que estarão disponíveis no  mercado a partir de agosto, segundo a importadora. No catálogo da Playmobil também se pode ver um Forte, carroção, tribo indígena e até uma mina de ouro.

 

 

 

 

 

Finalmente, no estande da Gulliver,  havia uma seção dedicada ao Forte Apache com novos lançamentos: um forte com blocos grandes, tipo Lego, e figuras de borracha (só havia alguns índios) para crianças pequenas; os fortes em maleta com figuras com e sem pintura; o Forte Ação Total que agora vem em maleta plástica e antes vinha em caixa de papelão e uma maleta nova, que achei bastante interessante, denominada “Acampamento Apache” com 33 peças entre índios, caubóis, carroça, tendas, totem, árvore e canoa, em vinil. A árvore, totem e canoa são formas antigas das décadas de 60/70, as mesmas que se pode encontrar, com algum esforço, em lojas de brinquedo nos tubos com índios coloridos em plástico (e nos dá uma esperança de que as formas antigas de figuras foram preservadas e quem sabe...). Havia também baldes com figuras soltas e mini figuras e uma caixa de madeira em comemoração aos 50 anos do Forte Apache, mas não consegui obter, junto à promotora que me atendeu, maiores informações sobre ela, já que estava vazia (fiquei divagando, será que eles lançariam um forte em... madeira?).  Um forte com figuras articuladas “Ação Total” estava numa caixa de papelão com uma inscrição comemorativa “50 anos”.

 

Procurei em todos os outros estandes (fiquei quase dez horas na feira) mas não havia mais nada relacionado ao tema de Faroeste, infelizmente. Agora é esperar pra ver essas novidades nas lojas.

João Henrique R. Garcia

Abril de 2012





Comentários

Enviar comentario

De: Carlos Mariano (Crazy Horse)
A imagem mais linda deste Artigo é a com a descrição : "FORTE APACHE" edição limitada 50 anos!!! Esta notícia só não é ainda melhor, porque só será lançado em 2013. Não perdi tempo e escrevi para Gulliver perguntando por maiores detalhes. Pela resposta que obtive da funcionária da empresa, ela parece estar um pouco desinformada, ou completamente perdida, mesmo! Não vejo a hora de saber qual a versão de soldados e índios que fará parte deste conjunto....


De: Wilson Ferreira
Solicitei informações através do atendimento ao consumidor Gulliver Brinquedos e a resposta é que essa edição comemorativa do Forte Apache, Caixa de Madeira, tem previsão para lançamento apenas para 2013, nada mais. Só nos resta aguardar e torcer para que seja uma Edição Comemorativa digna da grandeza do nosso cinquentão Forte Apache. Abraços a todos!


De: Cícero Wexler Anjos
Meus caros amigos colecionadores, será que não tem um meio uma forma um jeito de entrarmos em contacto com a GULLIVER para obter maiores detalhes?


De: cassiano olegario
Concordo com o Tassilo, as coleções antigas perderiam um pouco o charme, mas por outro lado os coleçionadores que estão começando teriam o recurso de conseguir itens novos a um valor justo e escapariam das mãos dos atravessadores odiosos que estragaram o mercado livre . Eu também partilho da opinião do Rovilson, tenho esperança que algo de bom virá!! Baita abraço a todos!!!


De: Tássilo Campos
Será muito legal se a gulliver lançar as figuras dos anos 60 e 70 novamente, mas tem uma coisa que ninguem pensou, se a gulliver encher o mercado dessas figuras novamente, alem de nossas coleções perderem um pouco do valor, e da graça, pois apartir do momento que se encontrem as figuras em qualquer loja, perderia um pouco da graça da coleção, talvez seja melhor assim do jeito que está...


De: márcio de souza
o búfalo, a canoa, o totem e a arvore que também são cópias europeias e foram relançados recentemente. aí cai por terra a questão das patentes e da perda dos moldes. Acho que a gulliver vai lançar as figuras em conta-gotas numa espécie de venda casada como ocorreu com os tubos do acampamento apache, etc. Não me iludo mais. A empresa não sabe ou não quer valorizar a sua história. Ponto para esse site fantástico!


De: Rovilson
Senhores colecionadores, se a Gulliver quisesse trazer as figuras das décadas de 60/70 de volta, e se os problemas fossem só os moldes, ela faria, explico, os moldes são feitos em aço e não se deterioram, no máximo enferrujariam e um profissional da área limparia isso com relativa facilidade, tenho quase certeza que o que emperraria seriam as questões legais, pois não passam de cópias dos moldes espanhois, aí não importando qual marca, seja, Comansi, Jecsan ou outra qualquer, por isso acho que podemos perder as esperanças e nos contentar com as figuras licenciadas da Atlantic...Mesmo assim, ainda tenho alguma esperança...


De: Jean Carlos
Bom, Mario, Luciano e amigos, dá para conservar alguma boa dose de esperança em relação à conservação dos moldes de faroeste dos anos 1970 por um motivo: a Gulliver tem moldes de outros brinquedos da mesma época ainda guardados, e os reutilizará este ano. Na "Abrin 2012", também foram anunciados os relançamentos dos "Brasilianos", da "Gang do Terror" e dos soldadinhos "Forças Armadas" alemães e japoneses. Mais detalhes aqui: http://saladejusticabr3.blogspot.com.br/2012/04/materia-abrin-2012-gulliver.html


De: Luciano Silva
Pessoal,acho que o Jean Carlos tá com a razão com sobre a tal caixa de madeira, tive esta impressão deste do 1º dia que vi a postagem do Guazzeli, pensei que era coisa da minha cabeça,mas o Jean também percebeu este detalhe, vamos aguardar....


De: Mario Vaz
Como colecionador, ao saber do lançamento de uma edição comemorativa do Forte Apache, em um primeiro momento fiquei bastante esperançoso de que as saudosas figuras vendidas pela Gulliver nos nos 70 poderiam ser relançadas. Mas após refletir um pouco cheguei a conclusão de que seria muito improvável. Alguns falam que a empresa parou de fabricar as tais figuras pelo fato dos moldes terem se deteriorado com o tempo e o uso, mas se não me engano, no início dos anos 80 essas figuras ainda eram comercializadas em cores lisas (eu tenho algumas e a qualidade delas é igual as anteriores) ou seja, os moldes ainda estavam bons. Tenho para mim, que o fator maior que levou a gulliver a parar de fabrica-las é meramente legal, pois se tratavam de cópias de figuras de outras fabricas. E a Gulliver não devia pagar nada por isso. A partir do momento em que as figuras Atlantic entraram no mercado, as anteriores jamais foram produzidas, (se não estou enganado). Talvez a Gulliver tenha optado por comprar os moldes da Atlantic que são utilizados até hoje a ter que continuar com as antigas e ser penalizada legalmente por isso. Mas em todo o caso vamos esperar para ver o que a Gulliver vai nos oferecer. Não vamos perder a esperança... quem sabe...


De: Jean Carlos
Só uma nota: espero estar errado, mas me parece que a caixa de madeira "50 Anos" servirá apenas para acomodar a embalagem em papelão do Forte "Ação Total", também comemorativa. Notem à esquerda da foto, como as dimensões são equivalentes: http://www.brinquedos.faroeste.nom.br/upload/760180041.jpg. Espero sinceramente que não seja isso, mas...


De: Jean Carlos
Ótima matéria! Apesar dos pesares, é bom ver que, mesmo reciclando pela enésima vez os moldes Atlantic, a Gulliver ainda mantém interesse nos brinquedos de faroeste. Gostei particularmente da maleta "Acampamento Apache", e do Forte estilo infantil: vou comprar!


De: lindomar-1@live.com
oi marcos, nao sou um colecionador, mas sou um apaixonado pelo forte apache,tive o forte rintintin e o super forte rintintin e nunca mais esqueci , tenho algumas figuras e recentemente consegui o cabo rusty e o rintintin e voçe nao imagina a minha alegria quando eles chegaram aqui na minha casa, acompanho o site há anos, voçe pode nao acreditar mas eu passo horas lendo os artigos e vendo as coleçoes, e viajo no tempo maravilhoso de criança, por favor, saiba que existem muitas pessoas iguais a mim, que nao querem nunca que voçe pare de fazer o que voçe faz, que é simplesmente devolver a nós um pedaço da nossa infancia. muito obrigado. lindomar.


De: Deivid Finamor
Conta comigo! apesar q já ouve varias dessas campanhas...


De: Thiago Avelino
Fico feliz em saber que o Forte Apache permanece nas lojas, e em pleno século 21. Tomara que na comemoração de 50 anos eles fação uma comemoração digna do brinquedo. Que pra mim é o melhor já feito nas terras brasileiras.


De: cassiano olegario
Mandei email para o SAC da gulliver assim que soube da caixa de madeira. Segundo a atendente ´´e um projeto para 2013 em comemoração aos 50 anos do brinquedo . Mas quando indaguei sobre mais detalhes como figuras ou se o forte seria diferente ela não soube dar mais detalhes. Penso se não seria o caso da gente começar uma campanha como a da entrevista com a gulliver e encher o saco mandando email e procurando respostas a respeito do lançamento. Nem que seja pra mostrar que existe interesse ainda nesse tipo de brinquedo. Que voçes acham de todos nós coleçionadores enchermos a caixa de correspondençia da gulliver de emais???!!!


De: cassiano olegario
Mandei email para o SAC da gulliver assim que soube da caixa de madeira. Segundo a atendente ´´e um projeto para 2013 em comemoração aos 50 anos do brinquedo . Mas quando indaguei sobre mais detalhes como figuras ou se o forte seria diferente ela não soube dar mais detalhes. Penso se não seria o caso da gente começar uma campanha como a da entrevista com a gulliver e encher o saco mandando email e procurando respostas a respeito do lançamento. Nem que seja pra mostrar que existe interesse ainda nesse tipo de brinquedo. Que voçes acham de todos nós coleçionadores enchermos a caixa de correspondençia da gulliver de emais???!!!


De: Tadeu Mahfud
Realmente é uma pena. A Estrela faz uma ilha com a historia dela e principais brinquedos antigos. A Gulliver ao invez de montar uma ilha destas tbm com itens faroeste antigos pra animar a feira, aguçar a imaginaçao dos entusiastas e colecionadores, não, fica somente com estas figuras Atlantic horríveis que eu nao gostava nem qdo eu era criança. Sério não consigo imaginar como uma empresa não dá valor a sua história, qualquer empresa faz isso, a Gulliver realmente parece que quer esquecer esta época de ouro, das duas uma, ou deu calote ou levou...rsrsrs


De: Tássilo campos
o interessante para comemorarmos os 50 anos do forte apache seria um encontro de colecionadores, o que acham?


De: pap
Não adianta: a gulliver há mais de 30 anos se repete, usa a politica do "mais do mesmo", ou seja, só figuras atlantic italiana e os fortes de plastico dos anos 80, mudando a caixa e a embalagem. A gulliver "consegue". O que ela tinha de bom, que foi o forte apacha e soldados dos anos 60/70 para ela simplesmente é como se "nunca" tivesse existido. Uma lástima. Dar sugestoes? Nem pensar ou agua de batata. Se a gulliver tivesse mais bom senso, consultaria o guazzelli e outros companheiros daqui que são "especialistas" em forte apache.


De: valerio lopes
nao quero estragar a festa mas eu estou desconfiado que esta caixa de madeira vai lançar com a coleçao dos anos 80 copia da atlantic


De: Luciano Silva
Por que no site da Gulliver não encontro a maleta Fars West ? Os cowboys não acompanham o Forte Apache como nos anos 80 ? Não encontrei nada a respeito desta caixa 50 anos no site da Gulliver, por que eles não colocam no site ? Qualquer informação vamos publicar.


De: Kenny Zukowski
Eu vi esta semana na Ri Happy, em Limeira (aqui no interior de São Paulo), que eles colocaram na prateleiras muitas maletas de Forte Apache da Gulliver. Haviam dois modelos, um com as figuras pintadas e outro sem pintura, as figuras eram as mesmas dos anos 80. A diferença que percebi foi apenas a cor do plástico dos índios, que era um vermelho mais "lavado".


De: Danilo Melo
Essa maleta Far West é bem interessante hein....com direito a barracas...tudo q for relacionado aos anos 80 eu vou comprar.


De: Alexandre Nunes (Galeria dos Brinquedos)
Marcos, qualquer novidade sobre o Forte Apache - Edição Comemorativa, avisa, por favor!


De: cassiano olegario
tchê, essa caixa de madeira promete, e ja´ta mais do que na hora de uma edição comemorativa, afinal 50 anos não´são 5 dias!!!


De: Tássilo Campos
Muito legal Marcos, fiquei muito curioso pra saber detalhes da tal caixa de madeira com inscrição "edição limitada 50 anos", quem sabe não vem uma boa novidade...