MISTÉRIO



Eu sou um completo ignorante quanto ao processo de produção de figuras, injeção de plástico, etc.

Não sei, por exemplo, se o nome “Casablanca” e o número de cada figura faziam parte do molde ou se eram posteriormente batidos com prensa. Ou se havia ambas as situações.

As figuras da Casablanca tinham padrão, vinham com a marca e o número ou, pelo menos, o número. Já na Gulliver era diferente. Não havia número, e é possível encontrar exemplares da mesma figura com e sem o “Gulliver” escrito na base.

Em diversas figuras da Trol e da Viocema, produzidas na década de 1970, é possível identificar a denominação “Casablanca”, o que indica que ambas as empresas utilizavam antigos moldes da Casablanca (locados?) e que, neste caso, a marca estava no próprio molde, não era batida posteriormente.

O colecionador Marcos Faria (só ele tem paciência para fazer isso) examinou todas as peças da sua coleção (mais de mil) com lupa e identificou em diversas peças o que está demonstrado nas imagens abaixo:

 

 

 

 

As figuras são Gulliver, conforme indica a marca na base, mas dentro dos círculos é possível identificar resquícios da marca Casablanca. 

O Marcos Faria foi além e fez um levantamento estatístico na sua coleção, concluindo que quase 5% das suas figuras estão enquadradas na situação acima, havendo uma concentração de 82% de incidência nas figuras de soldados com base.

Qual seria o mistério por trás dessas figuras?

Algumas hipóteses:

- Foram figuras que sobraram da Casablanca, e foram reaproveitadas pela Gulliver, com a raspagem do nome Casablanca e inserção da marca Gulliver por batida (prensa). A questão é – se sobraram tantas figuras da Casablanca, por que esta mesma empresa não liquidou essas sobras para o mercado antes de encerrar suas atividades?

- A Gulliver utilizou moldes da Casablanca, aí fazia a raspagem do nome na base e sua substituição com batida. O problema, com esta hipótese, é que a realização da raspagem, para posterior batida, elevaria o tempo de produção de cada figura, consequentemente encarecendo seu custo.

Enfim, nenhuma das hipóteses acima me satisfaz.

Algum dos leitores tem uma hipótese mais plausível?

Até a próxima,

Marcos Guazzelli

Setembro de 2010

O leitor Rovilson Raimundo enviou a seguinte explicação, que achei bem interessante:

"Olá Guazzelli, como vai?
O Ferramenteiro, técnico que contrói moldes em aço, pega uma figura e copia em um molde, este é cortado ao meio, então no caso da figura, é feito a frente em uma parte e a outra parte é feita as costas, ele para fazer isso usa diversas máquinas, como tornos mecânicos, fresadoras, limas, lixadeiras de vários tamanhos e punções, este são feitos de um aço muito duro, parecem um lápis que na ponta de cada um tem um nº ou uma letra, o que aconteceu no caso da figura foi um reaproveitamento do molde, o aço do molde é mais macio que o aço dos punções, o que o ferramenteiro fez foi apagar o nome Casablanca e com os punções escrever o nome da Gulliver, se vc notar o nome Gulliver não está bem certinho, ele está desnivelado, o que mostra claramente que foi usado um punção por vez, sei estas coisas, pois, meu irmão é ferramenteiro e faz estes moldes para empresas automobilísticas, de qualquer forma, como Curitiba é uma cidade muito grande, deve ter Um SENAI, dê um chego lá pois com certeza terão o curso profissionalizante de Ferramentaria de Moldes e lhe mostrarão o processo, um abraço.
Rovilson"





Comentários

Enviar comentario

De: Roberto Vasco
Marcos, acredito que Casablanca e Gulliver são uma empresa só, a casablanca pediu concordata ou faliu e provavelmente tinha muitas dividas e devia contar com muito material plastico, bem como os moldes, ou reabriram com o nome Gulliver, demonstrando ser outra empresa, sendo necessário não utilizar mais o nome Casablanca, inclusive em seus moldes, para evitar a cobrança de seus respectivos credores, é apenas uma especulação, mas é muito estranho duas empresas diferentes possuirem o mesmo molde de suas figuras.


De: cassiano olegario
sim, o Rovilson tem razão, a marca gulliver está em alto relevo e só se conseguiria isso se fosse feito na fôrma e não batido na figura. Se fosse batido a marca gulliver estaria funda para dentro da base.


De: Raul Aguiar
Se não me falha a memória as figuras da Gulliver chegaram a ter números,me parece que eu tenho algumas aqui,vou verificar,se tiver vou fotografar.


De: Rovilson José
O que aconteceu foi que o profissional Ferramenteiro ( constrói moldes em aço), não teve o cuidado suficiente para apagar o nome Casablanca,


De: Rovilson José
O que aconteceu foi que o profissional Ferramenteiro ( constrói moldes em aço), não teve o cuidado suficiente para apagar o nome Casablanca,


De: Rovilson José
Existe uma ferramenta que parece uma broca, como se fosse uma lixadeira, bem pequena ela foi usada tanto para apagar uma marca e escrever no aço...


De: Rovilson José
Imaginem um molde feito em aço para ser injetado o plástico, OK? o que fizeram foi apagar a marca Casablanca e colocaram a marca da Gulliver...


De: Luiz Carlos Pagliarini
...e gravados em revelo na matrix de cada figura ou figuras, uma vez que são feitas por injeção. Acho que é isto.


De: Luiz carlos Pagliarini
A minha hipótese é que no nome Casablanca foi preenchida com material, provavelmente chumbo e abaixo usaram tipos individuais iguais ao de gráfica ...