Então é Natal!



O mundo contemporâneo se divide entre saudosistas (como eu) e pessoas perfeitamente integradas à modernidade. Estas últimas são mais felizes.

Os saudosistas, como eu, passam mais tempo lamentando a mudança dos tempos...

Os “integrados” vivem melhor o seu tempo.

Entre as diversas coisas que sinto saudades estão os natais de antigamente.  Me parece que além das questões presente, feriado, viagem, havia um espírito natalino que contagiava as famílias e as cidades. A atmosfera das cidades se transformava no período que antecedia os natais. Isto foi ate os anos 80. Esse espírito não existe mais. Pode ser que ainda exista em algumas famílias mais tradicionais. Mas não existe para a maioria da sociedade. Infelizmente. Restou apenas presente, feriado, viagem. E com isso o natal perdeu um pouco da sua graça.

Entre as coisas que fazíamos na preparação para o natal, a que mais gostava enquanto criança era a montagem do presépio. Guardadas as proporções, era quase como montar um brinquedo com figuras. Saia com minha avó percorrendo lojas para encontrar mais figuras para nosso presépio. Figuras humanas e figuras de animais. Ano após ano o presépio ia vendo sua população aumentar. Era uma festa. Para dar uma força para minha avó, durante o período natalino os animais do meu Chaparral davam um tempo na fazenda e iam servir no presépio.

Os dois conjuntos Chaparral que possuo, completos, comprei depois de adulto, pois as peças do meu Chaparral de infância foram se perdendo com o tempo. Aliás, sobraram algumas poucas, que resgatei quando adulto do ... presépio de minha avó. Se não tivessem ido para o presépio teriam se perdido também.

Numa tentativa de recuperar no ambiente familiar um pouco do espírito daqueles natais de antigamente, voltei a me interessar por presépios. E já possuo quatro presépios, que gostaria de dividir com os leitores.

O primeiro presépio apresentado é aquele que não pode faltar na casa de colecionador de brinquedos – é o presépio da Playmobil. Pode ser visto na imagem abaixo:

O segundo presépio é artesanal, e comprei na feira que acontece sob o MASP nas manhãs de domingo em São Paulo. A ele acrescentei algumas figuras que adquiri na última viagem à Espanha. Alias, há tanto material para presépio na Espanha que mereceria um texto só sobre isto.

O terceiro presépio é um made in china. Não poderia faltar, no momento em que quase tudo que o mundo consome é produzido na China.



Mas o motivo deste artigo é mostrar o quarto presépio. Ele esta incompleto mas, mesmo assim, é de muito valor. São figuras do presépio produzido pela Casablanca, a mesma empresa que lançou o Forte Apache no Brasil. São raríssimas. Segundo informações que obtive na Gulliver (é quase impossível extrair qualquer informação deles...), o presépio da Casablanca era comercializado numa caixa de madeira, cheia de figuras. O fato de a Casablanca, uma indústria de brinquedos, investir na fabricação de presépios demonstra que não era só eu que encarava o ato de montar presépios como uma grande brincadeira.

No padrão Casablanca, todas as figuras possuem numeração na base.

Os animais da Fazenda Ponderosa também acompanhavam o presépio da Casablanca. Anos depois, já com a Casablanca extinta, eu colocaria os animais do Chaparral no presépio, como contei acima.

A história deste presépio que está comigo e interessante. Eu nunca tinha ouvido falar em presépio da Casablanca, como acredito que a maioria das pessoas também nunca ouviu. Essas figuras vieram num lote que comprei em conjunto com um amigo. Quem primeiro recebeu o lote foi o meu amigo, que acabou por colocar estas figuras na parte do lote que me cabia. Quando as recebi, fiquei intrigado e fui atrás de informações, descobrindo então um pouco da sua historia. Na época estava casado com uma moça que adorava enfeites natalinos. Ao receber o presépio junto com os demais brinquedos comprados, sem saber que estava com um tesouro em mãos, fiz um agrado – dei as figuras para ela. Pouco tempo depois nos separamos e, quando descobri que era um item Casablanca, as figuras já tinham ido embora...

Mas, o mundo gira e algum tempo atrás eu consegui reaver as figuras com ela.

Um Feliz Natal a todos e até a próxima.

Marcos Guazzelli

Novembro de 2009





Comentários

Enviar comentario

De: Madson do Pará
Acabei adquirindo algumas réplicas das figuras do Gilberto que enviou fotos pra vc, pesquisei bastante e pintei, ficaram legais.


De: madson.farrapo@prf.gov.br
Tenho um lote de figuras Gulliver Presépio. Acredito que faltam apenas o José e as ovelhas, você teria pra vender ? Pago muito bem e pode ser réplica.


De: Victor Augusto
Sou 1 colecionador apaixonado por presépios e gostaria de adquirir esse maravilhoso presépio Gulliver/Casablanca. Preço? victoramgomes@superig.com.br


De: pedro paulo
Achei bem legal o prezépio playmobil!


De: Gilbertofresende@terra.com.br
Marcos,te enviei foto com todas as figuras do presépio,embora não originais,eram cópias fiéis e que com certeza iriam enriquecer a matéria.É cultural.


De: Ernani Ghueren II
Com relação aos natais de hoje, comcordo plenamente com que vc disse. Além do saudosismo, era porque os natais eram melhores sem sombra de dúvida.


De: Ernani Ghueren
Olá Marcos, eu tenho umas figuras deste prezépio, na verdade estão com minha mãe que todo o natal ela monta este prezépio.


De: NEWTON CELLI
FAÇO PARTE DOS SAUDOSISTAS COMO VC. NÃO TEM UM NATAL EM QUE NÃO ME LEMBRE DA FELICIDADE QUE TIVE QUANDO GANHEI UM FORTE APACHE (1967).ABRAÇO


De: Raul Aguiar
Não sabia que a Casablanca lançou um presépio,bacana demais!O Natal já não é mais o mesmo,o mundo não é o mesmo,mudou pra pior!Feliz antigo Natal!