ITALIANOS



Sabemos que a Casablanca, e posteriormente a Gulliver, foram buscar na Espanha e na Alemanha a inspiração para sua linha de brinquedos de faroeste no Brasil.

No entanto, o país europeu mais apaixonado por faroeste não é a Espanha. Também não é a Alemanha. Os europeus mais apaixonados por faroeste são os Italianos. Os Italianos já se aventuraram pela produção de filmes de faroeste, com sucesso. E é Italiano o personagem de faroeste de quadrinhos mais famoso do mundo – o Tex Willer.

No final dos anos 70 a Gulliver foi buscar na Itália, na fábrica Atlantic, os modelos para sua nova linha de figuras de faroeste, lançada no Brasil a partir de 1980, e até hoje em produção.

Até hoje a Gulliver produz o Forte Apache no Brasil, sendo o mesmo modelo desde 1990, e eu acreditava, até agora, que pelo menos o modelo deste forte atual era uma criação da própria empresa. Foi quando recebi o contato do colecionador Italiano Giovanni Cordone, pessoa muito simpática, e profundo conhecedor de brinquedos.

Giovanni me enviou imagens do Forte Ross Italiano, da Dulcop de Bolonha, feito na escala 1/32. Vamos a elas...:

Está aí - o mesmo forte que a Gulliver produz no Brasil. A diferença é que no modelo Brasileiro a bandeira fica sobre a guarita. Mais imagens:

O Giovanni também enviou imagem do Forte Rocky Italiano:

O Giovanni escreve no seguinte site:  www.soldatinionline.it

Aguardaremos mais informações da Itália.

Marcos Guazzelli
Março de 2009





Comentários

Enviar comentario

De: deivid finamore
engraçado!mesmo sendo pequeno,rustico e sem a cabana ainda prefiro o da Dulcop₢!


De: Tadeu Mahfud
Eu tenho uns personagens da Dulcop, mas eu gosto muito deles...já os fortes não gosto. O atual da Gulliver tbm não tem mais graça!


De: deivid
o fort ross é igual o da gulliver só que sem a torre?!?!


De: cassiano Olegario
os personagens da dulcop são bem estranhos, eu pintei alguns para o Rovilson, coleçionador de Vila Velha , e são uns personagens barrigudos, bem diferente do que conhecemos por aqui.


De: Cassiano Olegario
Marcão, fiquei super decepcionado com a gulliver depois que descobri que o forte apache que e´vendido ainda hoje foi uma réplica copiada da Itália. Eu pensava que pelo menos o forte fosse brasileiro.